segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Após 17 anos, José Trajano deixa comando da ESPN Brasil

José Trajano vai deixar a direção do jornalismo da ESPN Brasil. A partir de janeiro de 2012, ele se dedicará apenas aos comentários. João Palomino será seu substituto no cargo e nas funções executivas.
É a mudança mais significativa na história da ESPN Brasil. Trajano é um dos fundadores do canal. Chegou por lá há 17 anos, quando ainda era TVA Esportes, na década de 90.
Sob o comando de Trajano, a ESPN Brasil contribuiu para ampliar a cultura esportiva do torcedor. O futebol está presente, com dezenas de partidas dos campeonatos europeus e das copas sul-americanas. Contudo, o canal também exibe atletismo, automobilismo, basquete, beisebol, ciclismo, futebol americano, futsal, hóquei, rúgbi, skate, surfe, tênis, vôlei e tantas outras modalidades.
Não importa se há atletas nacionais ou não. Transmissões e programas dedicados aos mais variados esportes privilegiam a informação. A ESPN Brasil é alternativa para o torcedor cansado dos narradores ufanistas, dos comentaristas histéricos e dos apresentadores humoristas.
Trajano sabe que o esporte é coisa séria, não pode ser tratado como brincadeira. Porém, o jornalista carioca também está ciente que é preciso um pouco de leveza, como a brisa do mar que alivia o calor escaldante. Há anos, o canal aposta em uma linguagem leve, sem deixar de priorizar a notícia. Basta ver a descontração presente no "Bate-Bola", no "É Rapidinho", no "Sportscenter", no "Pontapé Inicial" e em outras atrações da casa.
Essa gente que vê graça no jornalismo esportivo virar piada na Globo deveria ficar mais atenta a ESPN Brasil.
Charge: Roberto Kroll
Fonte: Ale Rocha/ Poltrona_Yahoo

Festa no Pacaembu

Momentos antes da partida entre Corinthians e Avaí pela 32º rodada do Campeonato Brasileiro os colegas jornalistas e fotógrafos se reuniram para comprimentar Roberto Carmona, repórter  e comentarista da Transamérica que  comemorou 48 anos de profissão neste domingo.
Abaixo as fotos com os jornalistas, fotografos e as tenaleaders   do Corinthians ao lado do "Carmoninha" 
Profissionais do futebol ao lado do "mestre" Roberto Carmona

Carmona ganhou beijinhos e ficou feliz da vida com as Tean Leaders do Corinthians
Fotos: Miguel Schincarioal

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Parabéns Carmona!


Carmona,  no Estádio do Pacaembu,
onde comemora domingo 48 anos de profissão
O repórter mais experiente em atividade no jornalismo esportivo do Brasil é Roberto Carmona, que aos 75 anos segue firme e forte na profissão.
Carmona está na equipe de Éder Luiz há 16  anos,  hoje na rádio Transamérica FM 1001,1 Mhz de São Paulo trabalha nas jornadas esportivas onde faz meta e também participa de algumas edições do Papo de Craque onde  é comentarista contundente.
Acreditem, ele é chamado carinhosamente  de "cavalo" no meio, por causa do seu  vigor físico  eser uma espécie de "Seu Saráiva" do rádio ( Tolerância Zero) principalmente quando não concordam com o seu comentário ou suas colocações.
Carmona conversou a a reportagem do BLOG no último dia 16/10   momentos antes da partida entre Palmeiras e Fluminense no Canindé, sempre muito atencioso ele falou a respeito da carreira,mudança de linguagem no rádio,  futuro do jornalismo no meio esportivo, e de boas histórias ao longo desses anos na profissão.
Nesse domingo Carmona estará no Pacaembu trabalhando na partida entre Corinthians e Avai,  e foi nesse mesmo dia 30 de outubro que há 48 anos ele começava a traçar uma brilhante história no rádio,  onde pouquíssimos que estão não meio esportivo vão alcançar um dia.

Como começou essa história Carmona?

Vim de Arapongas no Paraná para São Paulo no começo da década de 60 mas não foi para trabalhar em rádio não, era mais para resolver uns problemas de família e continuar trabalhando como técnico de contabilidade, nessa época quem trabalhava em rádio  era tido como bandido,  vagabundo  e sem vergonha.
Certo dia fui a Rua Javari assistir ao jogo da Prudentina e Juventus,  a convite do pai do Tarciso ( jogador da Prudentina) no intervalo esbarrei com Joseval Peixoto (Âncora da Jovem Pan e do Jornal do SBT)  éramos amigos de infância e ele sabia que eu estava em São Paulo, mas não tinha meu contato.
Joseval estava de saída da Rádio Bandeirantes na época e  me pediu para fazer um teste de repórter na Rádio Record, emissora que ele  estava se transferindo.
Fiz o teste, passei e foi justamente no dia 30 de  outubro de 1963  uma quinta-feira estreava como reporte na Rádio Record no estádio do Pacaembu na partida entre Palmeiras e Comercial de Ribeirão Preto.


" Qualquer um pode trabalhar no rádio hoje,  quando comecei a coisa era bem diferente"

Depois da Record passou por onde?

Depois fui para Naciona que virou Globo, de lá fui trabalhar com o Éder Luis que tinha saído da Bandeirantes e montado uma equipe na Rádio Capital, Band FM no início da década de 90 e depois Transamérica onde permaneço até hoje.


E copas do Mundo foram quantas?

Das 19 disputadas até hoje estive em 10 " graças" ao Barbosa Filho ( já falecido) que me tirou da Copa dos Estados Unidos em 1994.
México 1970 -  Alemanhã 74 - Argentina 78 - Espanha 82 - México 86 - Itália 90 - França 98 - Coréia e Japão 2002 - Alemanha 2006 -  África 2010.



"O povo gosta de anti-cultura"

Carmona ( a direita de óculos) entrevistando o Rei.
Foto: Walter Peres site: Milton Neves
Nesse domingo você comemora 48 anos no mesmo estádio onde começou, tem alguma história do Pacaembu?

Foi lá que entrevistei Pelé pela primeira vez e vi com  emoção  em 1967 uma partida  entre Palmeiras e Santos. Estava presente nas arquibancadas o príncipe sueco Bertil, por isso a partida ficou conhecida como o “Jogo do Príncipe”. Na ocasião, a realeza protagonizou uma história engraçada, perguntou se Pelé era o camisa 10 do time de verde, no caso, Ademir da Guia, porque o jogador do Palmeiras fez uma excelente partida na vitória por 2 a 1 sobre o Santos.


O rádio  feito hoje é um rádio pobre?

Não sei se é esse o termo, o rádio de hoje é muito diferente. Na na minha época era mais um rádio acadêmico, tinha que saber falar direito, não podia falar palavrão o rádio instruía o ouvinte, hoje não.
A linguagem mudou. Dá pra dividir em dois períodos:Até o Pedro Luis que era brilhante conduzia as suas equipes e narrações o veículo era um, do Osmar Santos pra cá ele é outro.
O Osmar inovou a linguagem, tinha gente da produção dele que criavam termos e textos criatívos como: "Pimba na Gosduchinha" ou " É fogo no boné do guarda". Eu acompanhei essa mudança e tive que me adaptar a nova linguagem pra não perder a minha boquinha.
Hoje o rádio não tem mais a função de instruir e sim de divertir.


"Falta  comprometimento para a atual safra de repórteres esportivos"

Na sala de imprensa do
Pacaembu - Foto: Blog do Torva
Foi divicil se adaptar?

Um pouco, mas descobri que o brasileiro gosta mesmo da "anti cultura". O grande exemplo disso é o Faustão, que era um baita repórter, mas falava muita bobagem por isso, ganhou um programa de tv em rede nacional. O povo quer "anti-cultura". No rádio o Éder Luis contratou o Gavião que é um personagem que só fala errado e faz muita palhaçada no ar.

A informação ficou em segundo plano?

Acho que não, mas ela não é mais tão importante quanto antes

"Só vou parar  de trabalhar como repórter quando eu morrer"

Quem você vê como destaque em reportagem de rádio?

Olha, com toda sinceridade, eu gosto de um monte de colegas que estão na área, tem muita gente com futuro e capacidade, mas não vejo nenhum repórter hoje interessado na profissão. Hoje estão todos acomodados no meio, isso acontece também por que todos aceitam entrevista coletiva que é uma porcaria.
Ninguém vai preparado para entrevista coletiva. Eu participo porque é uma babaquisse!
Ninguém tem interesse de seguir na profissão, a profissão de jornalista em rádio acaba ficando em segundo plano.

Qual homenagem gostaria de receber nesse domingo?

A melhor é continuar tendo a oportunidade e o espaço para continuar trabalhando aqui no gramado não como comentarista, já fui chamado pelo Éder para comentar, mas não quero o dia que falarem o Carmona não vem mais para o campo, é porque ele morreu.

Reportagem: Anderson Cheni

Confira abaixo um trecho da entrevista de Roberto Carmona.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Adeus "Tchê"

Triste anúncio de sua morte no site 
da Rádio Globo 
O jornalista esportivo Luiz Mendes, 87, morreu na manhã desta quinta-feira, por volta das 10h15, o "comentarista da palavra fácil" como era conhecido faleceu em virtude de complicações decorrentes de uma leucemia linfocítica crônica, no Hospital São Lucas, em Copacabana, zona sul do Rio. Ele estava internado no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) da unidade desde o último dia 18.
Luiz Mendes, o comentarista da palavra fácil, foi um craque do microfone esportivo. Na 'latinha', foi testemunha dos mais importantes eventos esportivos do Brasil e do Mundo em mais de 70 anos de profissão - o único brasileiro a transmitir a final da Copa do Mundo de 1954. Dono de uma fala simples e envolvente, de memória ampla e impressionante, de carisma e simpatia sem pares, Luiz Mendes deixa o país órfão e o futebol triste com sua passagem.


Ouçam abaixo um pouco mais da  história de Luiz Mendes em material produzido pela Rádio Globo do Rio de Janeiro.


 Luis Mendes Rádio Globo by Cheni 


CBF
Após o técnico da seleção brasileira, Mano Menezes, prestar homenagem a Luiz Mendes, a CBF publicou nota oficial no final da manhã lamentando a morte do radialista "que honrou a sua profissão sendo um dos expoentes do jornalismo esportivo no país".
"O presidente Ricardo Teixeira, em nome dos diretores e funcionários da CBF, manifesta os pêsames pela morte de Luiz Mendes, um jornalista que pautou a sua carreira pela correção e brilhantismo que caracterizam os grandes profissionais".
Fonte: Folha SP e Rádio Globo
Foto: Rádio Globo

Hall dos notáveis da ACEESP

Wanderlei Nogueira  entrevistando
 o Rei  Pelé na década de 70
A ACEESP (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) informou que o  repórter Wanderlei Nogueira da Rádio Jovem Pan e TV Gazeta passa a a figurar o  Hall dos Notáveis da Associação a partir da festa do Troféu Ford/ACEESP desse ano. O Hall dos Notáveis, vai premiar todos os cronistas esportivos que ganharam 10 ou mais troféus  em sua categoria profissional, como é caso de Wanderlei Nogueira. A entidade informa também que futuros cronistas esportivos que alcançarem os 10 troféus terão tratamento semelhante. Apenas três cronistas serão homenageados em 2011 e passarão a figurar no Hall de Notáveis. Todos do rádio esportivo. Wanderley Nogueira (repórter), José Silvério (narrador) e Milton Neves (apresentador). O presidente Luiz Ademar informou que o Hall dos Notáveis foi criado para homenagear os cronistas que fizeram, fazem e farão parte da história da crônica esportiva brasileira e da ACEESP. É uma oportunidade para premiarmos os craques de cada categoria profissional. A partir do momento em que o cronista entrar para o Hall dos Notáveis, ele deixa de concorrer aos prêmios do Troféu ACEESP e tem o seu nome imortalizado em nossa Associação, abrindo a oportunidade para outros profissionais tentem fazer a mesma história no jornalismo esportivo. 
Em virtude da homenagem a ACEESP convidou o repórter e âncora do "No Pique da Pan" para apresentar o programa em sua sede, no próximo dia 31 de outubro, a partir das 19h.
Assim,  a Jovem Pan, ainda terá o direito de sortear 50 ouvintes para acompanhar o programa ao vivo na sede da ACEESP, ao lado dos profissionais da Pan, da diretoria e ex-presidentes e associados.                                     

Rádio Estadão ESPN faz ação para publicitários

Quem anuncia, multiplica.” Esse é o mote da campanha B2B que a Rádio Estadão ESPN iniciou esta semana, com anúncios e ação direta para os profissionais de Mídia das principais agências da cidade e clientes. Na cerimônia de entrega do Prêmio de Mídia Estadão,  todos os convidados receberam um encarte promocional com a campanha, acompanhado de bombons do Ateliê do Chocolat. No mesmo dia, o encarte foi distribuído nos jornais do trade publicitário, além de anúncios no jornal Estadão e Portal Estadão.com.br.
Na terça passada um grupo com os principais executivos de Mídia de agências de propaganda recebeu uma edição do dia do Estadão com a primeira página estilizada, com manchetes em azul e vermelho (as cores da emissora), e uma cinta personalizada, com a foto e um “recado” endereçado ao profissional. Um aplicativo em HTML 5 e outro de iPad foram desenvolvidos para apresentar ao mercado todo o conteúdo comercial da Estadão ESPN. Uma ferramenta de vendas inovadora para a equipe da rádio mostrar todo o potencial da emissora.
As peças atestam que a parceria de duas grandes empresas de mídia, o jornal Estadão e a ESPN, é capaz de multiplicar as possibilidades comerciais e a visibilidade das marcas dos anunciantes. No material, destacam-se a cobertura dos veículos (700 jornalistas, 45 colunistas e mais de 30 vozes no ar), a força do melhor jornal do País e a experiência da líder mundial em esportes.
Toda a campanha e a ação de relacionamento foram desenvolvidas pela agência Tônica de Comunicação e área de Pré/Pós Venda e Projetos Especiais da Rádio Estadão ESPN com contribuição da área de Projetos Especiais do Grupo Estado. Além disso, a impressão da capa e da cinta e a logística de distribuição foram coordenadas pela Diretoria Industrial da empresa.
Fonte: AdNews

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Ibope Campinas

Blog publica mais uma vez com exclusividade  a audiência do rádio esportivo em Campinas, referente ao trimestre:  julho, agosto e setembro  de 2001 - segundo dados oficiais do IBOPE/EasyMedia3 
As emissoras de Campinas se destacam pela cobertura diária de Ponte Preta e Guarani, além do  esporte amador da região, em algumas oportunidades jogos importantes dos grandes clubes da Capital também são transmitidos.
Segundo dados oficiais, a Rádio Central de Campinas lidera o rádio esportivo na cidade há mais de uma década e ampliou a sua audiência em relação a pesquisa do trimestre anterior.


Programas esportivos - segunda/sexta - 17:30 às 20:00 horas
1º  Central __           39,04%
2º   Bandeirantes__28,66%
3º   Brasil__             17,62%
4º out/nop _          14,69%

Programas esportivos - segunda/sexta - 18:00 às 20:00 horas
1º  Central __           36,28%
2º   Bandeirantes__31,78%
3º   Brasil_               17,40%
4º out/nop _          14,55%

Jornadas esportivas -  sábados e domingos - 16 às 20horas
1º  Central __           44,87%
2º  Bandeirantes__ 26,03%
3º  Brasil__              20,28%
4º out/nop _             8,81%


Jornadas esportivas - bola rolando - sábados 
1º  Central __           48,17%
2º  Brasil__              22,38%
3º  Bandeirantes__ 18,82%
4º out/nop _            10,63%

Jornadas esportivas -  bola rolando -domingos 
1º  Central __           49,51%
2º  Banderiantesl__19,37%
3º out/nop _           22,38%
4º  Brasil__              08,74%


* Pesquisados que não se  lembraram ou não opinaram e também outras emissoras como Globo por exemplo.

CBN lança aplicativo para celulares com Android

A CBN acaba de lançar o aplicativo para celulares com o sistema operacional Android. O novo aplicativo permite acesso à programação em tempo real das rádios CBN São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte diretamente da internet por streaming.
É possível também escutar os podcasts dos comentaristas, boletins e programas direto do celular. Poder escutar rádio ao vivo a qualquer hora, em qualquer lugar, é um dos grandes atrativos do aplicativo. Com ele, é possível escutar jogos de futebol ou ouvir os boletins diários de trânsito, por exemplo, sem a necessidade de utilizar um rádio ou estar conectado a um computador. 
Os aplicativos mobile das emissoras do Sistema Globo de Rádio são amplamente utilizados pelos ouvintes. O aplicativo da CBN para iPhone, por exemplo, já conta com 200 mil downloads. Juntos, os aplicativos das rádios do SGR já somam meio milhão de downloads, o que comprova a grande utilidade do serviço numa época em que a mobilidade tornou-se um importante diferencial para quem busca praticidade.
Fonte: SGR

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Premiação ACEESP

Luiz Ademar Presidente
 da ACEESP
O aguardado Troféu Ford/Aceesp que vai premiar os melhores profissionais do esporte em várias categorias acontece no dia 28 de novembro.
Essa é a 28ª edição da tradicional premiação que esse ano além da Ford tem também os patrocínios do HCor (Hospital do Coração), Nike e Villa Távola.
O BLOG conversou com o presidente Luiz Ademar que explicou melhor as alteração feitas em relação as edições anteriores.

 Presidente, o  que mudou em relação a edição passada do prêmio?

Temos o melhor assessor de imprensa (clube ou jogadores) e o melhorex-atleta (melhor comentarista/colunista/blogueiro de todas asmídias). A diretoria sentiu a necessidade de dar esses primeiros paracobrar um trabalho e esforço maiores dos assessores de imprensa, além de valorizar os ex-atletas, que trabalham na profissão e concorrerão,entre eles, sem misturar com os jornalistas.

Explique por favor, as mudanças nos critérios de votação? E quem apura os votos?

Em 2009 deixamos todo mundo, com CPF válido, votar. Foi um sucesso. Em 2010, apenas os cronistas esportivos votaram. Foi um fracasso, com menos de 500 votos. Neste ano, liberamos novamente para todo mundo votar, divulgando isso nas mídias sociais. Virou um sucesso. Apenas no primeiro dia 1.700 votaram, inclusive cronistas de outros estados, quegostaram da ideia e ficaram de fazer isso em seus estados em 2012. 
A Studio Sat está fazendo o nosso novo site, que terá blog, twitter, facebook, etc, e, ao lado da nossa diretoria vai cuidando de todos os detalhes da apuração, que será auditada e recontada pelos nossos diretores.

Em média a ACEESP recebeu quantos votos nos últimos anos da premiação?

No ano passado,  foram apenas 485 votos. Neste ano esperamos mais de 20 mil votos. Eu, particularmene, espero mais de 30 mil. 
Todos os diretores e cronistas amigos estão divulgando na internet, rádio sites e TV anossa votação. E o sucesso vem sendo enorme, inclusive com jogadores etreinadores me falando que já votaram em nossa premiação.

Qual o motivo te tirar alguns profissionais da votação (Milton Neves, José Silvério e Wanderlei Nogueira) doi um pedido deles ou um critério da entidade?

Foi ideia da diretoria da ACEESP, isso aconteceu para que possa movimentar a categoria e abrir espaços para novos evelhos cronistas serem premiados, estipulamos que o cronistas quealcançarem 10 troféus, ou que já ganharam mais de 10 troféus, como sãoos casos do Milton, Zé e Wanderley, serão homenageados, entrarão noHall dos Notáveis da ACEESP (espaço que criamos e será inaugurado coma foto do trio e de todos que chegarem lá). Quem entrar para o Hallficará imortalizado na história da crônica esportiva e deixará de concorrer.

A premiação acontecia em dezembro, esse ano foi antecipada por qual motivo?

Por causa do Mundial de Clubes, quando provavelmente teremos Santos xBarcelona e a maioria dos veículos de comunicação estará no Japão, a Aceesp, que havia marcado a festa para o dia 15 de dezembro, antecipou a festa para o dia 28 de novembro, uma semana antes do encerramento do Brasileirão para que todos possam prestigiar o evento.


Para participar da votação basta acessar o site da ACEESP, colocar seu CPF, aceitar os termos da votação e depois escolher os nomes ou veículos das seguintes categorias:
antes leiam algumas observações:

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Colunista de qualquer mídia: de acordo com o regulamento do Troféu Aceesp 2011, aprovado em reunião de diretoria, não serão computados votos para ex-atletas, que atuam como cronistas esportivos. 
Repórter de mídia impressa: de acordo com o regulamento do Troféu Aceesp 2011 definido pela diretoria da entidade, a votação para o melhor repórter de mídia impressa possui regulamento específico e não participa desta votação. 
Narrador de rádio: José Silvério não poderá ser votado pois foi jubilado e está no Hall dos Notavéis. Os votos para este narrador não serão computados.
Apresentador de rádio e televisão: Milton Neves não poderá ser votado pois foi jubilado e está no Hall dos Notavéis. Os votos para este apresentandor não serão computados.
Repórter de rádio: Wanderlei Nogueira não poderá ser votado pois foi jubilado e está no Hall dos Notavéis. Os votos para este repórter não serão computados.


TELEVISÃO
Apresentador: Milton Neves não vale vide observação acima

Narrador:
Comentarista:
Repórter:
Apresentador:
Equipe de produção:

TV POR ASSINATURA
Narrador:
Comentarista:
Repórter:
Apresentador:
Equipe de produção:

RÁDIO
Narrador: José Silvério não vale vide observação acima
Repórter: Wanderlei Nogueira não vale vide observaçao acima
Apresentador: Milton Neves não vale vide observação acima
Narrador:
Comentarista:
Repórter:
Apresentador:
Equipe de produção:

JORNAL
Colunista (Jornal, Revista e Internet):
Equipe:

INTERNET
Site Esportivo:
Melhor Blog Esportivo:
Melhor TV Web:
Melhor Rádio Web:

INTERIOR
Melhor Rádio:
Melhor TV:
Melhor Jornal:

REVISTA ESPORTIVA
Revista Esportiva:

REVELAÇÃO
Revelação:

EX-ATLETA
Comentarista / Colunista:

ASSESSOR DE IMPRENSA
Assessor:

Nossa rádio também no esporte

A equipe esportiva coordenada por Francisco Cortez,  que passou rapidamente pela Gospel FM acertou os últimos detalhes e agora se prepara pra estrear na  Nossa Rádio 106,9 MHz.
Toda a equipe que fazia parte do time da Gospel Fm, inclusive  Michele Marino, ex-radio Globo, Marcos Rizzon, ex- Bandeirantes de Porto Alegre e o catarinense Joe Junior estão nesse novo projeto.
Nessa nova fase a  equipe terá um  setorista na Portuguesa, uma comentarista no Corinthians, dois locutores que já são do quadro  da emissora e o mais interessante e até agora inédito no rádio esportivo. Nesse projeto a coordenação de esportes do projeto afirma que  cada cidade que é sede da Copa de 2014 terá  um narrador e um repórter, o que  BLOG torce muito para que dê certo, assim novos empregos serão criados e o rádio esportivo ganha e muito com isso.
Francisco Cortez que é responsável pelo projeto informa  que a data de início da "Nossa Rádio Esportes" já começa na segunda-feira que vem dia dia 31/10 em dois horários: Às 13 e as 18 horas.
“Nosso projeto é o mesmo e queremos reconquistar os 50mil ouvintes por minutos que tínhamos na freqüência anterior. Além das jornadas  esportivas,  vamos transmitir todos os grandes campeonatos como:  Copa São Paulo de Futebol Junior, Paulistão, Copa Libertadores, Copa do Brasil, Sulamericana, Brasileirão, amistosos da Seleção Brasileira e boletins durante e programação, com foco na Copa Mundo, Jogos Olimpíadas e a Formula 1” finalizou Cortez.
A Rede Nossa Rádio esta presente em Belém(PA), Belo Horizonte(MG), Cajobi(SP), Fortaleza(CE), Franca(SP), Frutal(MG), Maceió(AL), Porto Alegre(RS), Recife(PE), Rio de Janeiro(RJ), Salvador(BA), Teresina(PI), São Jose dos Campos(SP), Vitoria(ES) e Pompano Beach, na Florida(USA).

BandNews FM na Mostra Internacional de Cinema de SP

Tatiana Vasconcelos e Ferando Capuano
Pelo terceiro ano consecutivo, a BandNews FM 96,9 é a rádio oficial da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Desde a última sexta-feira, a emissora apresenta diariamente uma cobertura especial da 35º edição do evento.
Diretamente do estúdio avançado montado na Central da Mostra, no Conjunto Nacional (Av. Paulista, 2073), a jornalista Tatiana Vasconcellos, âncora e colunista de cinema da emissora, tem levado ao ar entrevistas com profissionais ligados ao universo da sétima arte. Os diretores Fernando Capuano (“Vai-Vai: 80 Anos nas Ruas”) e Carolina Sá (“Construção”) foram alguns dos convidados da BandNews FM durante o final de semana.
No próximo sábado, Tatiana Vasconcellos acompanha o cinéfilo Michel Simões numa verdadeira maratona cinematográfica: assistir sete filmes em um só dia. A partir do meio-dia, os ouvintes poderão acompanhar esse desafio em flashes ao longo da programação.
A cobertura especial da BandNews FM na 35º Mostra Internacional de Cinema segue até o último dia do evento, 3 de novembro.
Mais informações pelo site www.bandnewsfm.com.br ou no twitter @RadioBandNewsFM
Foto: André Rizzatto/BandNews FM

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Mico no campo

O que é ruim pode ficar pior, e o grande exemplo disso é o time do Palmeiras que consegue se superar a cada rodada.
Sábado não foi diferente, sem objetividade nenhuma a equipe do apático treinador Felipão conseguiu ser pior que o Figueirense que não vencia o Palmeiras há seis jogos.
Mas o pior não foi isso, e sim o lance onde diretamente ajudei o atacante do Palmeiras Ricardo Bueno que é ruim de dar dó em um lance inusitado  e cômico ao mesmo tempo.
A placar marcava 0 x 0 e Bueno continuava perdendo um gol atrás do outro e literalmente brigando com a bola,  até que ele conseguiu a proeza de se enroscar na placa de publicidade.
Assim que ele se enroscou ele se virou pra mim e disse: " Me ajuda ai tô enroscado" eu pensei que ele tinha se machucado e fui rapidamente ajudá-lo.
O pior é que esse mico foi parar em rede nacional e o parceiro Odnei Riberto do Sportv deu o crédito.
O mais engraçado foi ouvir de alguns torcedores do Palmeiras que estavam próximos o seguinte:
" Deixa esse lixo enroscado ai" ou "Por que você tirou ele" 
Essa é a atual situação do Palmeiras na competição repleta de vexames e micos!

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Solidariedade

O BLOG convida seus leitores a participarem de mais uma campanha com um cunho social muito forte - Teleton 2011

Com o objetivo de ampliar a quantidade de atendimentos, que até 1998 eram centralizados na unidade de São Paulo, a AACD criou o Teleton, uma maratona televisiva que busca conscientizar a população a respeito das possibilidades de um deficiente físico, gerando grande mobilização social.
Além de prestar contas das atividades realizadas pela entidade, é uma das principais ferramentas de captação de recursos da instituição.
Em 2010, o evento arrecadou R$ 23,9 milhões, valor destinado à construção de uma nova unidade da instituição, em Mogi das Cruzes (SP), que deve ser concluída em outubro de 2011.
A 14ª edição do Teleton será realizada nos dias 21 e 22 de outubro de 2011. Mais uma vez a AACD contará com a parceria do SBT, responsável pela geração e transmissão do evento para todo o país, durante mais de 24 horas, ao vivo.
Você pode doar para o Teleton a qualquer momento. Com a sua contribuição, a instituição poderá manter os atendimentos que já realiza e atender mais de 32 mil pacientes que estão na fila de espera.

Curiosidade
Criado em 1966 nos Estados Unidos pelo ator Jerry Lewis, que teve um filho deficiente físico, o Teleton é realizado em mais de 20 países da Europa, América do Norte e América do Sul, anualmente. A América Latina possui uma organização dos países que realizam o Teleton, a Organização Internacional dos Teletons (Oritel). O objetivo da Oritel é favorecer a troca de conhecimento entre os países e instituições, além de possibilitar uma melhor integração entre aqueles que visam uma sociedade mais justa e produtiva para os deficientes físicos de todo o mundo.
As empresas que apoiam causas sociais, como o Teleton, são preferidas por consumidores e formadores de opinião. Contribua para melhorar a vida de milhares de deficientes físicos.

Como doar:
0500 12345 05 – R$ 5,00
0500 12345 10 – R$ 10,00
0800 774 2011 – para doações acima de R$ 30,00
www.teleton.org.br – doação de qualquer valor acima de R$ 5,00