quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Vem aí o Live Rádio via Facebook

Live Rádio  será liberado no início de 2017
Segundo o anúncio oficial divulgado no Facebook Newsroom nessa na semana passada, a ferramenta é uma alternativa para quando quisermos “contar histórias usando apenas palavras” e vai servir: Para podcasters que queiram interagir ao vivo com sua audiência, já que é possível receber reações, comentários e perguntas, como no Facebook Live; Para quem queira fazer uma transmissão e não tenha uma internet muito boa para fazer video streaming; Para leitura de trechos de livros e entrevistas; Interagir com seus podcasters favoritos em tempo real; Consumir conteúdo enquanto faz outras coisas, pois é possível acompanhar o Facebook Live Audio mesmo com a tela do celular bloqueada ou com o app do Facebook minimizado — caso seu celular seja Android; Descobrir novos conteúdos de áudio por meio da timeline. As possibilidades, é claro, não se esgotam aí e ficamos na expectativa para ver como vão ser os usos quando essa ferramenta chegar. Por falar nisso, a novidade tem sido testada pelas páginas da BBC World Service , LBC, Harper Collins, e pelos autores Adam Grant e Brit Bennett. Só deve ficar disponível para a maioria dos usuários no começo de 2017 — ainda não há a previsão de uma data certa.
O comunicado oficial do Facebook pode ser visto aqui

Super Rádio Tupi vai entrar em Greve permanente

O Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro publicou em sua página no Facebook que a partir da próxima  sexta-feira (30/12/2016) radialistas da Tupi entram em greve por tempo indeterminado. A decisão foi tomada ontem em amplo colegiado na terceira Assembléia Geral Extraordinária realizada neste fim de ano com as trabalhadoras e trabalhadores da emissora. O indicativo desta vez é de que,  a paralisação só termine com o pagamento integral dos salários atrasados ou que sejam apresentados os documentos de compra e venda da rádio com comprometimento dos compradores (por escrito e assinado) em por em dia o pagamento. Até o momento, as paralisações anteriores na Tupi foram com tempo determinado (de 24h, 48h e 72h respectivamente), e conquistaram avanços significativos. Porém, diante da urgência da situação, o objetivo da categoria é que desta vez a pressão de uma greve permanente mobilize os sócios da empresa para agilizar a venda. A venda da Tupi foi a principal alternativa apresentada ao movimento de radialistas para por em dia os pagamentos atrasados. A empresa vinha protelando o compromisso com seus funcionários há quase dois anos, e ignorando todas as tentativas de diálogo por parte do nosso sindicato. A direção da Tupi, então sob presidência de Maurício Dinepi,  segundo o Sindicato "enrolou" até para cumprir algumas decisões jurídicas a favor de seus funcionários (hoje são mais de 40 as ações movidas na justiça contra a emissora, 6 delas "ações coletivas", em nome de todos os trabalhadores da emissora.
Dinepi alegou durante esse tempo todo que a empresa não tinha recursos suficientes para por suas dívidas em dia. Porém, com a mobilização das últimas semanas, dois sócios minoritários que possuem capital para arcar com essas despesas procuraram nossa equipe e confirmaram que assumem o compromisso de pagar todos os radialistas caso os sócios majoritários aceitem vender para eles suas ações - entregando a direção da empresa. A maioria das ações da Tupi ainda pertencem ao condomínio de sócios do qual faz parte o ex-presidente Maurício Dinepi, que renunciou seu cargo, mas não deu entrada no processo de venda. Enquanto o que é de direito e da maior necessidade de tantos trabalhadores continuar sendo negado.
Segundo o comunicado, "Só vai ter ano novo na Rádio Tupi quando essa página virar; 2017 vai ter que começar com respeito" Nova Assembléia Geral está marcada para  o dia 03/01/2017, às 14 horas no mesmo local (Igreja Sta. Edwiges) para fazer o próximo balanço do movimento. Abaixo segue um áudio feito no formato de algumas vinhetas e programas da Tupi, parodiando a emissora e explicando os motivos da Greve.
Da Coluna
A coluna vem antecipando esses problemas administrativos da Tupi há quase um ano, inclusive passando na época com exclusividade que o empresário  e ex-deputado federal Paulo Masci de Abreu, que detém diversas concessões  na Grande São Paulo é um dos sócios minoritários que está tentando comprar a emissora dos Diários Associados,  ou aumentar a sua participação e conseguir ser o "dono" da concessão, porém em virtude do estatuto interno e muito burocrático dos Diários Associados ( empresa que é responsável pela emissora) não obteve êxito  

Nossa Rádio volta ao FM em São Paulo

Daniel Vidal é coordenador e também
 locutor da Nossa Rádio AM e FM
A Nossa Rádio está de volta aos  106,9 Mhz, freqüência que já foi ocupada em FM na Grande São Paulo. A grade de programação da emissora passou por algumas modificações, no período da manhã a novidade fica por conta  do  programa “Manhã Melhor”, que tem da locutora Fátima Gamero. O programa conta com entrevistas, prestação de serviço e quadros com a participação do ouvinte. A atração vai ao ar de segunda à sexta-feira, a partir das 9 horas. Um dos canais de interação mais acessados é o WhatsApp da  Nossa Rádio. Pelo aplicativo, os ouvintes têm a oportunidade de participar do quadro “Toca Aí” e também dar opiniões no quadro “E Se Fosse Você?”, comandado pelo apresentador Almir Roberto, dentro do “Nossa Tarde É Show”, que vai ao ar, às 15 horas. A intenção é dinamizar o contato entre os locutores e aqueles que acompanham a Nossa Rádio. 
Além de transmitir na Grande São Paulo em am via 700 Khz e FM 106,9 a emissora pode ser sintonizada pela internet e aplicativos.
Para comemorar as festas de final de ano a direção da emissora  preparou um presente para o ouvinte,  um convite para se divertir no parque aquático Wet´n Wild, em Itupeva, no interior de São Paulo. Para participar, o ouvinte deve ligar para o número (0xx11) 3226-1111 e digitar a opção 1 ao ouvir a música “Deus Está Vivo”.
Facebook: facebook.com/nossaraiofm
http://www.nossaradio.com.br/ 
Twitter:    @nossaradiofm
Instagram: Nossaradiosp
Foto: Arquivo Pessoal