Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto 23, 2016

Goulart de Andrade e os bastidores do rádio

O apresentador e jornalista Goulart de Andrade morreu na madrugada desta terça-feira, 23, no Hospital Sancta Maggiore, em São Paulo. Aos 83 anos, o profissional estava internado há cerca de duas semanas para o tratamento de problemas no sistema cardiorrespiratório, mas seu estado se agravou. Ele deixa a mulher, tinha três filhos, três netos e uma bisneta. Goulart iniciou a carreira de mais de seis décadas na extinta TV Rio, com o programa ‘Preto no Branco’, em 1958. Nos anos 1970, trabalhou no ‘São Paulo Especial, ‘Fantástico’ e no ‘Comando da Madrugada’, todos pela TV Globo. Ele acumulou passagens pelas principais emissoras do pais, como Tupi, Band, SBT e Record, onde desempenhou papeis relacionados ao mercado publicitário, direção e atuação.  “Vem Comigo” Seu último trabalho foi na TV Gazeta, com o programa‘Vem Comigo’, cujo nome faz referência ao bordão criado pelo profissional e reconhecido como sua marca. Na atração, ele lidava com alunos da Fundação Cásper Líbero, que tinham a mis…

Rádio Estadão acerta na contratação de dois experientes jornalistas esportivos

Sem muito alarde, a Rádio Estadão contratou dois grandes jornalistas que estrearam nessa segunda-feira dia 22-08 - são eles os experientes Luis Carlos Quartarollo que estava no mercado desde sua saída da Rádio Jovem Pan e Marília Ruiz, que trabalhou na Folha de São Paulo, Diário Lance e TV Record entre outros. Os dois se juntaram ao âncora César Sachetto que comanda o programa  "Estadão Esporte Clube"  que vai ao ar das 19 as 20 horas de segunda a sexta-feira no FM 92.9 Mhz de São Paulo. O debate com a interação do ouvinte funciona bem, mas pra ser melhor ainda falta a presença de pelo menos dois repórteres que poderiam chamar as sonoras e interagir com os comentaristas  em vez de simplesmente o âncora chamar uma sonora do treinador do clube por exemplo e na volta debater o assunto falado com os outros colegas. Muito bom Estadão, mas dá pra melhorar.