quinta-feira, 28 de julho de 2016

Estruturas prontas para cobertura da Olimpíada no Rio de Janeiro

IBC
IBC fica localizado dentro do Parque Olímpico 
O Centro Internacional de Transmissão deve receber    Vinte e cinco mil jornalistas sendo que  20 mil devem trabalhar no IBC. Serão mais de sete mil horas de transmissão ao vivo, na TV e em mídias digitais o local abrigará cerca de 70 emissoras de rádio e TV detentoras dos direitos de transmissão do evento,  Com 12 estúdios,  o IBC custou R$ 400 milhões.
Estrutura 
O edifício principal do IBC ocupa um terreno com 34 mil m² e tem 21 metros de altura e dois andares. Ali estão 12 estúdios de aproximadamente 5 mil m² cada, com 12 metros de altura no térreo e oito metros no segundo pavimento. O IBC Offices, edifício de escritórios independente que abriga as instalações da empresa Olympic Broadcasting Services (OBS), responsável pela geração e transmissão de imagens, conecta-se ao edifício principal por duas passarelas. Somados, os dois prédios ocupam uma área de cerca de 41,5 mil m² e têm área total construída de 79 mil m². O prédio  tem proteção contra altas temperaturas e isolamento acústico. Por todas estas exigências, o IBC foi uma das obras mais complexas dessa Olimpíada. 

Rio Media Center
Profissionais já trabalham na sala do RMC 
Muitos jornalistas que vão cobrir os Jogos Olímpicos e Paralímpicos  no Rio de Janeiro não acompanham diariamente as competições nas arenas esportivas, estão mais focados na rotina da cidade e da população. Pensando nisso, foi inaugurado na manhã desta quarta-feira (27) o Rio Media Center (RMC), que ocupa uma área de 2.700 metros quadrados, decorado com fotos que mostram as mudanças pelas quais o passou Rio nos últimos anos. A estrutura inclui internet a cabo e via wi-fi, sinal de satélite para transmissões, auditório com capacidade para 300 pessoas, dois estúdios de TV e seis de rádio. Tudo isso para atender simultaneamente até 600 jornalistas. Além dessa estrutura, foi elaborada uma programação jornalística e cultural. Passeios pela cidade, sessões de cinema e eventos culturais foram organizados para as próximas semanas. 

Boa estrutura é fundamental para que tudo dê certo nos jogos Olímpicos e Paralímpicos

* Entre os 25 mil jornalistas credenciados para as Olimpíadas, 8 mil são repórteres e 3 mil, fotógrafos. Adicionalmente, 10 mil jornalistas virão ao Rio sem credencial. São aqueles que cobrem o entorno do evento, produzindo material sobre a cidade, cultura, turismo e outras editorias paralelas ao esporte. Outra atividade trabalhosa no pré-evento é a seleção de voluntários. São 150 mil candidatos para as 70 mil vagas disponíveis. 
*Levantamento  feito por Carlos Vilanova, foi Diretor de Comunicação dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro
Fonte: COI - Rio 2016 -Agência Estado
Fotos: Rio 2016/Alex Ferro
Arte: Tracto