segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Abert propõe preços para a migração do rádio AM

O diretor geral da Abert, Luis Roberto Antonik, apresentou, durante o 27º Congresso Brasileiro de Radiodifusão, a proposta de precificação para a migração do rádio AM para o FM. “Sabemos que essa indefinição do valor da migração é a maior angústia do radiodifusor, e por causa da demora do governo de se chegar a esse preço, a Abert apresentou, com base no Índice de Potencial de Consumo (IPC) e no PIB de cada estado, uma proposta de metodologia para se chegar no valor que o radiodifusor terá que pagar”, disse Antonik. Com a metodologia da Abert, cada estado teria seis preços diferentes, de acordo com a potência e localização da rádio. Além disso, a entidade vislumbra que há espaço para conceder desconto aos radiodifusores. As rádios das cidades com até 10 mil habitantes terão um desconto de 50%, até 25 mil habitantes o desconto será de 25% e até 50 mil habitantes o desconto será de 15%. “Pelos nossos estudos e usando os índices escolhidos, o preço mais baixo para a migração seria de R$ 25 mil, referente a uma rádio AM Classe C”, disse o diretor geral da Abert. Antonik ressaltou que essa proposta já havia sido levada ao ex-ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, e que será levada ao novo ministro, André Figueiredo. Zerbone também explicou que as rádios AMs de 220 municípios, principalmente das capitais e grandes cidades, terão que esperar o desligamento da TV analógica para migrarem para o FM. “Essas rádios só poderão trocar de faixa quando a TV for para o digital e abrir espaço no espectro para poder estender o FM”, disse. O vice-presidente da Anatel, disse que, apesar de não ser competência da entidade, a Agência está sensibilizada com a atual situação de indefinição de preço e trabalha junto com o Ministério das Comunicações para tentar agilizar essa situação. 
Fonte: Abert

Marco Antônio Pereira assina com a Rádio Guaíba

Marco Antônio está de volta aos microfones da Guaíba
Após atuar por 24 anos na Rádio Gaúcha, o narrador esportivo Marco Antônio Pereira da Silva assinou contrato com a Rádio Guaíba, emissora do Grupo Record. Informações obtidas por Coletiva.net dão conta de que o comunicador fará sua estreia na nova emissora no dia 22 de novembro, como narrador do Gre-Nal. Esta será sua segunda passagem pela Guaíba. Em 1986, chegou aos estúdios da emissora, conquistando, quatro anos depois, a sua primeira participação em uma Copa do Mundo. Na última semana, Marco Antônio comunicou por meio do seu perfil em uma rede social que não estava mais atuando na emissora do Grupo RBS. Segundo informações, ele estaria descontente com a Gaúcha, pois, apesar do tempo de casa, não tinha muita participação em narrações esportivas. Na rádio Gaúcha, a informação é de que o desligamento foi iniciativa da empresa. O comunicador iniciou sua carreira na Rádio Progresso, em Novo Hamburgo, em 1981. Depois de um período no Paraná, na Rádio União de Toledo, voltou a trabalhar no Estado pela Rádio Difusora.
Fonte: Coletiva.Net
 Foto: Divulgação

Documentário sobre rádios do interior será lançado hoje

Gravações  do Documentário
O documentário ‘Frequências do Interior’ será lançado hoje a noite em  Porto Alegre. O filme registra histórias permeadas pelas ondas do rádio que se propagam no interior do Norte gaúcho e que levam informação, música, companhia e também a esperança de encontrar o amor da vida. A produção é da TV Ovo, de Santa Maria, e tem direção de Neli Mombelli. A sessão será no CineBancários (Rua General Câmara, 424). Após a exibição, haverá debate com a presença da diretora e de parte da equipe de produção.
Fonte: Coletiva.NET
Foto: Divulgação