quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Ondas Curtas - edição 68

Além do Grupo Estado/Rádio Estadão, outra emissora  que terá que readmitir seus funcionários será a Rádio Cultura FM de Santos, a  direção da emissora demitiu todos seus funcionários em setembro pois  arrendou o canal para a Igreja Plenitude. No caso da Rádio Cultura o prazo dado pela justiça do trabalho para que se cumpra a decisão é de 48 horas.

Com a saída de Rogério Assis para a Band a 105 FM  seguirá com três narradores Leandro Bollis, Decimar Leite e Ricardo Mello e ponto.

Comunicador da Nativa FM de São Paulo, Renato Rainha é também narrador e foi uma das gratas revelações no dial em 2015. Rainha segue na Bradesco Esportes no ano que vem, mas não está certa a permanência dos outros narradores que eram freelancer, são eles Ivan Bruno que  segue narrando no Band e BandSports e Rafael Spinelli que já foi do Sports Plus e chegou a fazer dez jogos na Rádio Bandeirantes nesse ano.

A equipe de Alexandre Barros da Rádio Capital am está comemorando os bons índices do Ibope do último trimestre, inclusive com vitórias em cima da Globo aos domingos. Em 2016  Alexandre está negociando   a retransmissão do esporte da Capital com uma FM do segmento popular e o negócio deve ser fechado a partir do Campeonato Paulista.

Enquanto isso a Globo segue a espera de um canal em frequência modula que nunca chega, por isso, vai se virar com a retransmissão em FM da CBN pra tentar melhores índices de audiência e principalmente melhora no faturamento. 

Com a saída de Alexandre Porpetone da Transmérica, o humor da rádio perde bastante. Em princípio Porpetone que recebeu proposta da Jovem Pan  no início do ano fica só no SBT.

Um bom imitador  de outro programa que fala de esporte da grande São Paulo vai deixar a emissora no ano que vem. Será outra perda  muito grande para a equipe.

E a tal crise pegou o ótimo jornalista e comentarista esportivo Eduardo Savoia, que após 11 anos deixa o departamento esportivo da Rede Record as vésperas da Olimpíadas. Savoia segue na equipe esportiva da Transamérica de São Paulo. 

O que será da Rádio Estadão em 2016?   A direção da rádio segue negando a negociação  do canal.... aguardemos e torcemos para as poucas vagas de bons profissionais que lá estão não sejam extintas.

Uma dica para todos os colegas que falam de rádio é tv seria a criação de um Troféu irônico é claro que questionassem tantas demissões no setor nos últimos anos, da coluna segue a sugestão: TROFÉU PASSARALHO!  seria uma inusitada "homenagem" as empresas de comunicação que demitiram muitos colegas  nesse triste 2015.