quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Ministério Público entra com ação contra a Fifa para garantir transmissão da Copa sem custos

O Ministério Público Federal de Novo Hamburgo, na região metropolitana de Porto Alegre, vai ajuizar uma ação civil pública contra a Fifa através do procurador geral Celso Três. O objetivo é permitir que toda e qualquer emissora de rádio possa transmitir a Copa do Mundo de 2014 sem ter que pagar à Rede Globo detentora máxima no Brasil dos direitos do torneio em todas as mídias) a quantia de dois milhões de reais. Pela ação civil, todas as rádios brasileiras estariam protegidas pela Constituição Federal e garantido a elas seria o direito à livre informação sem censura, desta maneira podendo transmitir os jogos em off-tube – ou seja, dos seus estúdios. Não iriam aos estádios, mas não seriam impedidas de veicular as partidas. Celso Três explicou isso melhor numa entrevista de quase 20 minutos concedida ao “Jornal dos Esportes” da Rádio ABC de Novo Hamburgo com Eduardo Pires e Douglas Rocha.