ESPN e Assessoria na final da 3º edição da Copa Imprensa

Redação Nike

Depois do vice, ESPN de Paulo Sérgio quer levantar a taça
Mantido no cargo após amargar o vice-campeonato no ano passado, o treinador do time dos Canais ESPN, Eduardo Affonso, 44 anos, é a prova de que o trabalho de longo prazo faz diferença no futebol de imprensa. Mas mesmo após conduzir a equipe à segunda final consecutiva, o repórter e apresentador da emissora esportiva diz se considerar mais um “organizador” do que propriamente um técnico, função que seria exercida, na prática, pelo capitão Alê Oliveira, “que conhece bem o futebol de seis”, justifica Affonso. “Eu organizo, escalo e tenho liberdade para mexer no time. E o mais importante é que todos respeitam”, explica o “organizador”. “E acho que na lateral da quadra, com a bola rolando, jogo junto, tentando orientar e posicionar.” O gosto pelo comando da prancheta, no entanto, não é um mero hobby. “Fiz o curso do Sindicato de Treinadores e espero, um dia, num futuro bem distante depois de largar os microfones, exercer a profissão”, revela o futuro colega de ofício de Vanderlei Luxemburgo. Enquanto o futuro não chega, a realidade presente de Affonso será esquivar-se do possível nó tático que Marcelo Prado, treinador do adversário da final, a Assessoria de Imprensa, possa estar lhe preparando. “Vamos deixar para a hora do jogo”, desconversa Prado, quando indagado sobre como quebrar o favoritismo com que os Canais ESPN chegam à decisão. Menos
Assessoria, time do Presidente Luiz Ademar
quer surpreender
experiente que Affonso, Prado, 37 anos, integra a nova geração de técnicos da Copa Imprensa. “Como sou um péssimo jogador, sempre gostei desse negócio de brincar de treinador”, ele conta, sobre seu ingresso na carreira. Numa noite de julho, ele estava nas cativas do Morumbi, assistindo a São Paulo e Bahia na companhia dos amigos Juca Pacheco e Felipe Espindola, quando, em meio ao consumo de amendoins, recebeu o convite para assumir a Assessoria. “Aceitei na hora.” É a segunda participação de Prado como treinador, após ter sucumbido no ano passado com o Globoesporte.com ainda na fase de grupos. Mas como coincidência pouca é bobagem, ele atribui o fracasso da primeira campanha justamente ao adversário da final de 2013. “Não passamos para a segunda fase por causa de uma derrota de 3 a 2 para a ESPN Brasil, com direito a um pênalti absurdo marcado em cima do Paulo Sérgio”, contesta. Ao fechar com a Assessoria, Prado substituía o próprio Edu Affonso, que comandara os assessores em 2011. Tanto quanto ajustar técnica e taticamente as equipes, também cabe aos treinadores administrar as eventuais crises de vestiário. “Tivemos um episódio de um jogador nosso ofender um companheiro durante a partida”, conta Prado, sobre o ocorrido contra a Acesan pelas quartas. “Mas foi resolvido em seguida e posso dizer que todo mundo é muito unido.” Edu Affonso também já teve que exercitar seu lado Émerson Leão para enquadrar um atleta indomável do elenco. “Tem um que está sempre querendo comer pizza antes do jogo e chega invariavelmente atrasado aos treinamentos”, reclama, ressalvando que o comandado em questão sempre acaba perdoado pelo grupo por ser muito gente boa. A curiosidade é que os treinadores da final se conhecem bem. “Edu Affonso é meu amigo pessoal há longa data, saímos para jantar, bater papo e por aí vai”, revela Prado, definindo o adversário da decisão como “uma das melhores pessoas que conheço no jornalismo.” Affonso, por outro lado, assegura que enquanto não ouvir o apito final da partida, o comandante dos assessores será tratado como mero colega de planeta. “O único contato que tenho com o senhor Marcelo Prado, que tem a alcunha de Huguinho e que depois virou Guinho, é que também é meu adversário nas mesas de pôquer. Fora isso, nossa relação é profissional”, define Affonso. O “aquecimento” para a grande decisão contará ainda com outras atrações. A partir das 21 horas, a WS Arena Barra Funda terá o Triangular Feminino, com a participação de três equipes.
Às 23 horas, Record News e SporTV jogam pelo terceiro lugar da copa. 
Segunda (7) Triangular Feminino 21 horas Catadão FC x Band (jogo 1) 21h30 (Perdedor do jogo 1) x TV Globo 22 horas  - TV Globo x (Vencedor do jogo 1) -  Disputa de terceiro lugar – 23 horas SporTV x Record News  - Final – 00h00  Canais ESPN x Assessoria de Imprensa.
Fotos: Divulgação/Nike

Postagens mais visitadas