Fim do Jornal da Tarde é confirmado

o Jornal da Tarde encerra suas operações no último dia deste mês, segundo comunicado distribuído nesta segunda-feira, 29. De acordo com o Grupo Estado, a estratégia da empresa se concentrará, a partir de agora, no seu principal título, o Estado de S. Paulo. O diretor presidente do grupo, Francisco Mesquita Neto, declarou que “o meio jornal é a segunda mídia mais importante para a publicidade, com o dobro de participação do terceiro colocado. Daí a estratégia de focar no Estadão, principal marca do Grupo, e de investir em uma plataforma digital mais robusta e avançada”. Aos funcionários do Grupo Estado, Chico Mesquita assinou um comunicado também enviado nesta segunda-feira. Nele, o diretor presidente afirma que “ao longo de seus 46 anos de circulação, o JT foi pólo de inovação e criatividade e, com seu jornalismo dinâmico e design gráfico, influenciou gerações de leitores e de profissionais que nele trabalharam. Quero agradecer pela confiança e apoio de todos os que participaram dessa história: jornalistas, colunistas, publicitários, equipe de arte, integrantes das áreas comercial e administrativa, e das áreas de produção e distribuição”. Durante as semanas recentes, o clima de tensão e dúvida era grande na redação do jornal. Além de não serem comunicados sobre o destino do título, os jornalistas lamentavam possíveis demissões e chegaram a decretar estado de greve. Um abaixo assinado circula na internet solicitando a manutenção das operações do Jornal da Tarde. Um dos maiores sucessos editoriais do título, o Jornal do Carro será incorporado ao Estadão e transforma-se em uma marca multiplataforma, com presença na internet e continuidade do programa na rádio Estadão ESPN. Durante o primeiro semestre do ano, o Grupo vinha estudando alternativas para o jornal, entre elas a mudança do perfil editorial, com apelo mais dirigido à chamada nova classe C, a transformação do título em tabloide. 
Fonte: M&M
Foto:JT

Postagens mais visitadas