Jovem Pan denuncia absurdo da TV Globo na cobrança dos direitos de transmissão da Copa

Emissora parceira da FIFA deve cobrar das emissoras de rádio US$ 850 mil pelos direitos de Transmissão da Copa do Mundo de 2014

Não é de hoje que as rádios vivem com a sombra da TV Globo que indiretamente já tinha cogitado a possibilidade de cobrar das emissoras os direitos de transmissão das competições que ela detém exclusividade.
Para a tristeza de milhões de ouvintes esse fantasma apareceu nesta terça-feira (28) conforme revelou o portal da rádio Jovem Pan (veja abaixo).
A Fifa confirmou em seu site que a TV Globo além dos direitos da Copa de 2014, também é a detentora dos direitos de transmissão das Copas de 2018 na Rússia e 2022 no Catar, tanto para a TV aberta quanto para tv fechada, satélite, plataformas móveis e internet.
Não é mencionado em nenhum momento o veículo rádio, mas os direitos pertencem também a TV Globo que é uma longa parceira da FIFA.
Para se ter uma ideia da diferença dos valores, os direitos da Copa da Àfrica para as rádio não chegaram a US$ 150 mil, portanto esse valor cobrado seria superior a cinco Copas da África, realmente um absurdo!
Caso isso realmente ocorra, várias empresas que estão investindo no "primo pobre" das mídias (o rádio) vão recuar e o resultado não será dos melhores.
E como ficam os milhões de ouvintes de rádio do Brasil? E o monopólio nas comunicações?
Caso a emissora confirme essa informação da Jovem Pan Online, a repercussão negativa será imensa, maior até que o império da família Marinho.
Podemos dizer que por enquanto somente as emissoras do Sistema Globo de Rádio (Globo e CBN) estão confirmadas para transmitirem a Copa de 2014.
Anderson Cheni
atualizado 29/02 - 8:00

Nota do Portal a Jovem Pan Online revelou os valores absurdos cobrados pelo emissora carioca

Direitos de transmissão da Copa custam uma fortuna
As rádios brasileiras que sonham em transmitir as partidas da Copa do Mundo de 2014 estão sendo surpreendidas com o valor dos direitos de transmissão cobrado pela TV Globo.
A faraônica quantia fica em US$ 850 mil, por emissora, para que as rádios brasileiras, que vivem do real, possam estar presentes e transmitir a Copa do Mundo em nosso país.
Esses valores são exigidos, talvez, para impedir que as emissoras possam fazer frente, mais uma vez, à própria TV Globo.

Confiram abaixo via áudio o  editorial da Jovem Pan

Editorial JP Copa- denúncia by Cheni

Postagens mais visitadas