segunda-feira, 28 de março de 2011

Brasiiiillll!

Edmo Zarife, foi o autor do bordão "Brasil!" que marca as transmissões esportivas e conta nesse audio recuperado como surgiu a vinheta mais popular do Brasil e do mundo.


Caso não consiga ouvir o áudio acima clique aqui
Zarife nasceu em Nova Friburgo, e atuou na rádio Globo do Rio onde apresentou vários programas, entre eles o "Super Paradão". Faleceu aos 59 anos de idade em Niterói no dia 27/12/1999.
Foi em 1970 que o locutor Edmo Zarife gravou a célebre vinheta "Brasil", que até hoje é usada quando o Brasil vence em qualquer modalidade esportiva, seja futebol, tênis, fórmula um, vôlei, etc.. A princípio a vinheta era usada apenas para a Copa do Mundo do México, mas imediatamente ela se popularizou, dando ao Edmo Zarife o título de voz mais conhecida do Brasil.
Fonte: Blog Jabadobom

Cultura


O presidente do Corinthians Andres Sanches foi o convidado desta segunda-feira do programa Roda Viva da TV Cultura.
O programa, que vai ao ar às 22h, é apresentado pela jornalista Marília Gabriela.
Sanchez acaba de fechar mais uma grande contratação válida até 2012: Adriano.
Segundo a imprensa, ele seria apresentado nesta terça-feira. “Não, será durante esta semana [quinta ou sexta-feira] ou na semana que vem. Não é justo fazer isso com o São Paulo”, brinca Andrés.
O Tricolor, que venceu o Timão no último domingo pelo Campeonato Paulista, por 2 a 1, deve apresentar, na própria terça-feira, Luis Fabiano, seu mais recente reforço.
Sobre o risco de contratar um jogador com histórico irregular tanto no campo como na vida pessoal, Sanchez categoriza: “Quem não vai querer o Adriano em um time? Só louco! [...] Todo cidadão tem que ter chance na vida. [...] Tenho convicção de que o Adriano é um cara diferenciado no campo”.Porém, no contrato que assinou com o Timão há uma cláusula que permite ao Corinthians multá-lo caso haja negligência por parte do jogador. “Foi o próprio Adriano que pediu para incluir essa cláusula”, esclarece.
Sobre o passo a passo da negociação, deixa claro que Ronaldo participou diretamente. “Queria mesmo que o Ronaldo fizesse o cheque.
Ele incentivou a ida do Adriano para o Corinthians”. Mas evidencia que o Fenômeno não vai empresariar jogador, mas sim assessorar a imagem deles.
Ronaldo é proprietário da 9INE (pronuncia-se nine), empresa que presta serviço para a carreira de atletas. Questionado sobre sua richa com o Clube dos 13, afirma que tem discutido muito e pedido transparência. “[A instituição] devia brigar pelas leis trabalhistas [dos jogadores de futebol]”.
O Corinthians rompeu com o Clube dos 13 e assinou, sem o intermédio da associação, contrato de transmissão do Campeonato Brasileiro com a TV Globo.
O futuro estádio do Corinthians, em Itaquera, zona leste de São Paulo, deve sediar a abertura da Copa do Mundo. “Se não for no campo do Corinthians não terá Copa em São Paulo”, brinca. Ao mesmo tempo tranquiliza os mais apressados: “O torcedor pode ficar tranquilo, que o estádio sai”. Sanchez diz que não terá dinheiro público nenhum. “Vamos pegar R$ 400 milhões no BNDES. E outra, na zona leste há o incentivo fiscal...”Sobre Roberto Carlos, enfatiza: “Fiquei chateado pela maneira como ele saiu, colocando a culpa na torcida.
Ele saiu por causa de dinheiro”.Embora apaixonado incondicional pelo time, afirma com veemência que não quer continuar como presidente do Corinthians. “Não quero reeleição. Mesmo que mude o estatuto, não quero”. E já direciona seu futuro, mesmo sem ter definições: “Vou montar algumas coisas pra mim, no ramo de embalagem, de frutas...”


Contratado em janeiro deste ano pelo Corinthians, o lateral-esquerdo Fábio Santos é o entrevistado desta terça-feira (29/3), às 22h, no programa Cartão Verde da TV Cultura.

Em 2010, o jogador atuou no Grêmio e estava sem contrato até o início de 2011, quando acertou com o Timão por um ano. Aos 25 anos, Fábio Santos já jogou pelo Cruzeiro, Santos e São Paulo. No exterior, defendeu o Monaco, da França, e o Kashima Antlers, do Japão.

O lateral-esquerdo bate um papo com o time do programa, para falar sobre o clássico de ontem, entre São Paulo e Corinthians, com resultado de 2 a 1 para o Tricolor.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Histórico

Por Rodrigo Fragoso da Rádio Voz do Futebol

Se você está pensado que lerá um texto jornalístico agora, está enganado. Falar do centésimo gol de Rogério Ceni já está batido. É um goleiro-artilheiro. Fora do comum, de série e, muito possivelmente, inultrapassável. Neste texto, quase reflexivo e subjetivo, pretendo falar do que foi pouco exaltado por todos neste domingo: as históricas narrações que viajaram pelas ondas do rádio daquela moderna e cheia Arena Barueri para o mundo. Nada contra a televisão, mas sou um eterno apaixonado pelo rádio.
O sentimento de um gol está contido num simples balançar de cordões entrelaçados, é verdade. Porém, a emoção de um gol narrado ao vivo, por vozes que não só narram, mas encantam, arrepiam e fazem, por mais simples que seja, com que qualquer ultrapassar de linha de uma bola se transforme num momento histórico, torna o momento diferenciado.
Ontem, transmitindo ao vivo o gol de número cem de Rogério Ceni, busquei transparecer ao máximo o que é viver um momento histórico. E ali vivíamos um. Os narradores, que, repito, fazem de cada gol um momento histórico para o torcedor ouvinte, trouxeram em suas descrições e gritos mais que uma mera narração. Fizeram daquele lance um instante mais sublime do que já era, mais esplendoroso do que já estava e, certamente, encararam um dos maiores desafios da carreira de um locutor. Qual? Traduzir em palavras aquilo que não pode ser traduzido. Um atacante fazer mil gols é espetacular. Um goleiro fazer cem gols é… Como eu disse, é um desafio explicar.

Paulo Soares (Estadão/ESPN)


Éder Luiz (Transamérica)


Nilson César (Jovem Pan)


José Silvério (Bandeirantes)

Hugo Botelho (105,1)

Deva Pascovicci (CBN)

Odnei Edson _ BandNews FM

Paraolímpico

O jornalista Flávio Perez trabalhou dez anos em rádio (ABC e Eldorado). Durante a passagem pela emissora dos Mesquistas fez reportagens de esporte, política e econômica. Um trabalho de destaque foi a Expedição Tietê Século XXI em 2008. Fez cobertura do Pan 2007 e da Olimpíada 2008 (da redação). No início da parceria com a ESPN ajudava nas jornadas de futebol e fornecia o conteúdo de esportes olímpicos.na cobertura das modalidades olímpicas e paraolímpicas na extinta Rádio Eldorado.
O jornalista está lançando um blog voltado ao esporte paraolímpico o endereço é paraolimpicos.wordpress O Blog reproduz as matérias postadas nos principais veículos, com algumas entrevistas especiais. "A ideia é aproximar o esporte paraolímpico do público. O Brasil já é potência paraolímpica e as ações deles precisam ser divulgadas. Formar um atleta é muito mais rápido do que um profissional sem deficiência e muita gente não sabe disso", relatou Perez.
O endereço do blog é o paraolimpicos.wordpress.com ou pelo twitter: @paraolimpicos
Foto: Divulgação