quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Rei dos Reis reúne histórias e imagens raras de Pelé

Grandes Momentos do Esporte faz homenagem aos 70 anos do rei Pelé

O Rei Pelé chega aos 70 anos no dia 23 de outubro e diante de sua decisão em não conceder entrevista a nenhum órgão de imprensa, o Grandes Momentos do Esporte, da TV Cultura, foi buscar raridades para comemorar o aniversário do Atleta do Século. Vai ao ar neste domingo (24/10), às 15h, o especial Rei dos Reis – Pelé 70 anos.
Ex-atletas que compartilharam vários momentos com Pelé se reuniram na Vila Belmiro e contam, de forma bem-humorada, histórias que aconteceram dentro e fora de campo. São eles Zito, 78 anos, líder do Santos FC em 1955, quando Pelé chegou na Vila Belmiro aos 15 anos; Pepe, 75, maior artilheiro do Santos depois de Pelé; e Edu, 61, um dos maiores pontas do futebol mundial.
Entre as muitas lembranças, Edu recorda que o Santos foi capaz de parar uma guerra, na África, apenas para que os países em conflito pudessem ver Pelé em campo.
Confidente de Pelé, o editor do programa Michel Laurence acompanhou o atleta em várias situações e tem casos exclusivos para contar. Entre elas, o momento em que o Rei decidiu parar de jogar, em 1974.
As histórias apaixonantes desse especial são ilustradas com imagens do riquíssimo arquivo da TV Cultura.
O programa é apresentado por Hélio Alcântara, com edição de Michel Laurence.
Fonte: TV Cultura

Rádio SP

* Além de narrador dos canais ESPN e da rádio, João Palomino foi nomeado por José Trajano, Coordenador de Esportes da parceria Eldorado/ESPN, e não diretor como informamos anteriormente. Palomino assumiu a coordenação nesta terça-feira dia 26.
Atualizado 26/10

* Flávio Ortega recebeu devido reconhecimento da direção da Eldorado/ESPN e prefiriu ficar na emissora. O bom repórter tinha recebido convite para trabalhar no Sistema Globo de Rádio/SP.


* Aconteceu nesta quinta-feira a reunião da equipe da Globo de São Paulo com o novo gerente de esportes Gilmar Ferreira, em pauta: apresentação, Ibope, contratações e planejamento para final do ano e futuros eventos.

* A contratação de um ou dois comentaristas e de um repórter para CBN também foi tema tratado diretamente com o coordenador Osvaldo Pascoal.

* Parabéns a "Rainha do Rádio" que nesta quarta-feira comemorou mais um aniversário. Além de ostentar o título ela também é poetisa, confira um poema: " Falta saber o que quer a outra metade do querer." Lindo não?

Cade finda preferência da Globo por TV no Brasileirão

Do site Máquina do Esporte

A Rede Globo deixará de ter preferência nas negociações por direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro. Por determinação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), válida a partir do processo de definição do contrato para o período de 2012 a 2014, a emissora carioca precisará participar de concorrência com propostas em envelope fechados. Anteriormente, o canal tinha direito de ver a melhor oferta e dizer se cobriria essas condições.
A decisão é fruto de um processo que durava 13 anos. A mudança foi definida nesta quarta-feira em um termo de cessão de conduta (TCC), e coloca Globo e Clube dos 13, entidade que representa os clubes nas negociações de direitos de transmissão, sob fiscalização do Cade. Caso a nova determinação não seja cumprida, o órgão pode reabrir o julgamento.
O Cade definiu a alteração em reunião do plenário nesta quarta-feira, a partir de aprovação da maioria. O presidente da sessão, Arthur Badin, não homologou o texto porque julgou que as alterações deveriam ser maiores do que o que foi proposto.
Além do fim do direito de preferência, o TCC desta quarta-feira determina que todas as propriedades do contrato de direito de transmissão (TV aberta, TV fechada, pay-per-view, internet e celular) sejam negociadas separadamente. Isso corrobora um modelo que já havia sido definido como ideal pelo Clube dos 13.
No entanto, a nova determinação não impede que uma mesma empresa compre os direitos de diferentes mídias. Segundo o relator do processo, César Mattos, a imposição sobre a divisão das propriedades e a obrigatoriedade de mais de uma empresa se aliar ao Clube dos 13 seriam prejudiciais ao mercado.
O Clube dos 13 já criou uma comissão para estudar contratos de direitos de TV e entender como isso funciona em outros países. Esse mesmo grupo será o responsável por receber propostas e escolher as mais adequadas aos interesses da entidade. A meta da instituição que representa 20 times é arrecadar mais de R$ 1 bilhão por ano – atualmente, o valor fica na casa de R$ 550 milhões a cada temporada.