Corinthians vai majorar ingressos em 2010

Os torcedores que não gostaram da inflação nos ingressos para jogos do Corinthians neste ano podem se preparar: outro ajuste no preço vem por aí. Segundo a diretoria alvinegra, trata-se de uma adequação entre oferta e procura voltada ao interesse que o clube vai despertar em 2010, ano em que completará cem anos de fundação.
Ainda não há uma definição do quanto o valor será elevado, nem se o Corinthians vai praticar preços diferentes na Copa Libertadores, principal do futebol sul-americano, e em outros torneios. A cúpula do clube trabalha com um limite de até 30% para essa inflação. Um dos fatores que impedem uma confirmação do quanto os ingressos será majorados é o centroavante Ronaldo. Principal atração do Corinthians, o camisa 9 tem contrato até o fim da atual temporada e já declarou que pretende ficar.
A diretoria também não cogita ficar sem o atleta em 2010, mas um novo vínculo entre as duas partes ainda não foi assinado e a inflação só será ratificada depois que isso acontecer.
Além de adequar oferta e procura, a majoração no preço dos ingressos faz parte de um plano do Corinthians para incrementar sua receita em 2010.
O time passou por um processo semelhante entre a temporada passada e a atual, quando foi promovido da segunda para a primeira divisão do Campeonato Brasileiro. "Trabalhamos com outra perspectiva de receita.
Fizemos um grande investimento na qualificação da equipe que subiu da Série B.
No ano que vem, teremos mais uma vez um aporte grande", projetou Raul Corrêa da Silva, diretor financeiro do clube paulista.
A promessa do departamento financeiro do Corinthians é eliminar toda a dívida do clube até 2011 - com exceção dos valores atrelados à Timemania. Nesse contexto, o plano de marketing para a comemoração do centenário terá papel fundamental para içar as receitas do clube a um patamar diferente. "É para isso que nós trabalhamos", resumiu o diretor de marketing alvinegro, Luis Paulo Rosemberg.
Fonte: Máquina do Esporte

Comentários

Postagens mais visitadas