quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Lançamentos, entrevista e provocações

Meus colegas Maurício Oliveira e Rodrigo Vessoni que cobrem brilhantemente o dia-a-dia do Corinthians para o diário Lance estão lançando um livro que conta mais detalhes dessa tragetória vitoriosa do Timão rumo à sérei A.

O lançamento será em dezembro, o livro “A Reconstrução do
Timão”,
tem prefácios de Washington Olivetto, em entrevista, e Neto, a publicação
custa R$ 29,90 (frete não incluso) e é dividida em quatro partes:

QUEDA - Conta os últimos dias da agonia do Corinthians em 2007. A mala
branca oferecida e negada, a briga entre os jogadores do Internacional
pelo Corinthians, entre outras histórias.
A RECONSTRUÇÃO - Como o Corinthians reagiu para se reerguer da pior
tragédia de seus 98 anos de história. Da contratação de Mano Menezes,
que começou a ser fechada antes mesmo do fim do Brasileirão de 2007, aos
projetos de marketing, passando pela bela campanha na Copa do Brasil.
ASCENSÃO - Como foi a festa na Série B. O perfil e o "batismo" dos
principais heróis da campanha. A emoção do acesso no Pacaembu e a farra
com o título na Região Sul do Brasil.
DIÁRIO DE BORDO - Histórias curiosas, engraçadas ou comoventes que não
couberam ou não valeram um capítulo, mas que merecem ser lembradas e
guardadas.
O livro conta ainda com 100 depoimentos de pessoas ligadas ao esporte e de
torcedores corintianos, ilustres, como o presidente Lula, ou desconhecidos.
A pré-venda começou: .lancenet.com.br/timao
Para quem gosta de futebol, e principalmente para quem é corinthiano, taí um bela dica.
A Reconstrução do Timão - autores: Rodrigo Vessoni e Maurício Oliveira, R$ 29,90 (frete não incluso)


Tenho certeza que será um sucesso, em breve mais detalhes desse lançamento e sessão de autógrafos.

2- Me deparei essa semana com algumas pessoas lendo no metrô o Jornal Placar, mais um lançamento da grife Placar. O projeto tem a frente o excelente jornalista Sérgio Xavier, que também toca a revista. Pelo que sei, por enquanto o Jornal Placar é distribuído gratuitamente pelas ruas, esquinas etc.. seguindo exemplos de logística do Metro e Metrô News.




O projeto gráfico está bem parecido com o Lance. Será que vai pintar uma concorrência ?
Assim que conversar com o Serginho, coloco mais informações.
Confira:


3- Mais Neto.
PROVOCADOR ABUJAMRA ENTREVISTA O IRREVERENTE E TAMBÉM PROVOCADOR NETO

divulgação O Provocações desta sexta-feira (28/11), exibido às 22h10 pela TV Cultura, promove o encontro de dois grandes provocadores: Antônio Abujamra e Neto, ex-jogador de futebol que, atualmente, exerce a profissão de comentarista esportivo. No bate-papo, o convidado mostra toda sua irreverência e fala sobre sua carreira nos campos de futebol, da infância pobre no interior de São Paulo e da experiência profissional vivida no exterior. Neto se profissionalizou aos 15 anos no Guarani, time que tem sede na cidade de Campinas, no interior paulista. Ele próprio se julga um chato e a "modéstia" não o impede de falar "como comentarista eu sou o melhor... eu não quero ser comum".Ainda nesta edição do Provocações, Abujamra lê texto de Fernando Pessoa.
Fonte: Maxpress

4- Por falar em Provocações...

Corre pela internet duas montagens que são no mínimo curiosas, todas se referem a mais um título do São Paulo Futebol Clube.
Nessa não há dúvidas de quem é a ídéia:


Já nessa outra, fica mais claro que os "rivais" continuam pegando no pé e morrendo de inveja pelo 6º título tricolor.





Competência meu amigo, competência.

UP
Pra fechar...
Para quem criticou o Internacional e até o Tite no Brasileirão, a resposta está dada.
É só não sãocaetanear na volta que o título estará no papo.
Novas publicações voltadas ao esporte: Emprego minha gente, emprego.

DOWN
Sorteio da libertadores - parece mais uma tabela periódica.
Diretoria e torcida do Flamengo que divulgou o fone do árbitro Carlos Eugênio Simon na Internet.

Faça a sua parte

FENAJ CONCLAMA JORNALISTAS A APOIAREM VÍTIMAS DE TRAGÉDIA EM SC


O impacto da chuva que há quase dois meses atormenta a população de Santa Catarina é avassalador. Mais de 1 milhão e quinhentas mil pessoas foram afetadas. O último boletim da Defesa Civil catarinense registra oficialmente 84 mortes. A FENAJ - Federação Nacional dos Jornalistas se solidariza às vítimas da tragédia, entre elas jornalistas, e conclama os Sindicatos e a categoria a colaborarem no apoio ao povo catarinense.Quedas de barreiras, enchentes, destruição de casas, veículos, pontes e perda de vidas foram registradas em quase todas as regiões de Santa Catarina. Com o solo já encharcado por semanas seguidas, a intensificação da chuva nos últimos cinco dias provocou um quadro catastrófico em diversos municípios. O trânsito por via terrestre com o Rio Grande do Sul e com algumas regiões do Paraná foi interrompido.A chuva diminuiu e o nível dos rios está baixando. Ainda assim, oito municípios, com 97.680 pessoas, estavam isolados. Em diversos outros, há racionamento de água e, por medida de segurança, em alguns o fornecimento de energia elétrica foi cortado. Um imenso contingente de policiais, bombeiros, profissionais de saúde, funcionários públicos e voluntários está mobilizado no socorro às vítimas e na desobstrução de vias.A principal preocupação, no entanto, é em assegurar abrigo, alimentação e cuidados com a saúde das pessoas afetadas pela enchente. Segundo o último boletim divulgado, além de 84 vítimas fatais já confirmadas, há 54.039 pessoas desabrigadas e 30 desaparecidas. Veículos de imprensa e dezenas de jornalistas, especialmente na região do Vale do Itajaí, também sofrem com os danos da tragédia."Neste momento, o mais importante é socorrer e apoiar as vítimas do desastre. Mas é preciso também apurar as reais responsabilidades e questionar as autoridades sobre o que poderiam, ou melhor, deveriam ter feito para evitar ou minimizar as conseqüências", alerta o presidente da FENAJ, Sérgio Murillo de Andrade. "Como cidadãos e, especialmente jornalistas, temos a obrigação de questionar" - diz ele - "e não aceitar que a culpa seja exclusivamente atribuída à natureza".
A Defesa Civil de Santa Catarina abriu contas bancárias para receber doações (Banco do Brasil - Agência 3582-3, Conta Corrente 80.000-7 / Besc - Agência 068-0, Conta Corrente 80.000-0. O / BRADESCO S/A - 237 Agência 0348-4, Conta Corrente 160.000-1 nome da pessoa jurídica é Fundo Estadual da Defesa Civil, CNPJ - 04.426.883/0001-57) que serão utilizadas para a compra de mantimentos. Colchões ou colchonetes, cobertores, alimentos não perecíveis, água potável também são necessários. As defesas civis nos Estados estão montando postos de recolhimento.

Para mais informações sobre como auxiliar, clique aqui: http://www.defesacivil.sc.gov.br/index.php?option=com_frontpage&Itemid=1
Home-page:
http://www.maxpressnet.com.br/mostra_HP.asp?URL=http://www.defesacivil.sc.gov.br/index.php?tion=com_frontpage&Ite&OR=PA&SQINF=351113
fotos: Site RBS e Jornal de SC
Vamos colaborar galera!