O que vai ser do rádio? + demissão 2 - Bandeirantes

Mais uma vez fico preocupado com o meio que tanto amo, o rádio.
Ele sempre foi o "patinho feio" das mídias, tendo sempre a menor fatia do mercado quando falamos em investimento em publicidade.
Sinceramente não sei qual será o seu futuro em meio à web, mp3,4,5,6,7,8 e outras mídias que indiretamente fazem o ouvinte se distanciar a cada dia.
Acredito que o futuro do AM deve ser o mesmo de outras faixas como OC (ondas curtas), OM (ondas médias), ou seja, a extinção que também deve atingir o FM em alguns anos.
O que pode salvar o FM talvés seja o jornalismo. Porém, ele precisa urgentemente de investimento, e por isso (pouco investimento no setor) é que falo em extinção do FM.

Deixe registrada a sua opinião, comentando esse post.
************************************

Depois do Sidney Rezende (ex-CBN RJ) que tanto admirava, agora foi a vez do Zé Nello Marques da Bandeirantes seguir o mesmo caminho.
Ouço o Nello há pelo menos 15 anos, e sou fã de seu trabalho> Pois bem, ele e outros profissionais foram demitidos da rádio Bandeirantes nesta terça-feira dia 18.
Não sei qual o motivo, mas o Zé em seu blog escreveu o seguinte:

"Gostaria de informar que a partir de hoje não mais faço parte da Rádio Bandeirantes. Depois de 25 anos (dois períodos) e algum desgaste de material, deixo centenas de amigos, jovens e mais experientes e a todos, quero expressar a minha mais profunda gratidão pelos ensinamentos, paciência e carinho demonstrados ao longo desses anos. Trabelhei com figuras fantásticas, mas gostaria de citá-las com um só nome: Salomão Esper. Desde os tempos da pré-falência da casa nos anos 80, com as novelas abrindo buraco na portentosa rádio (espero que não se repita) , Salomão sempre foi amigo e conselheiro nas boas e más horas. Em nome dele, o meu abraço a todos, lembrando que os ciclos terminam e as janelas se abrem de tempos em tempos. Aos amigos do site, continuo nesse espaço e brevemente, quem sabe, em outros microfones".

Lembro que o horário da manhã na emissora demorou para se ajustar um comunicador: passaram por lá Monaliza Perroni, Luci Molina, Cláudia Matarazzo entre outros que não emplacaram.
O Zé Nello chegou e cativou o ouvinte rapidamente , ao mesmo tempo mesclava a seriedade
com um humor "picante" e as vezes irônico. Isso sem falar dos excelentes editoriais, simplesmente diferenciados.
Boa sorte ao Zé, em breve tenho certeza que estará em outra emissora.
" O terrível...." como se referia ao trânsito caótico, talvés possa ser o termo certo para usarmos ao meiorádio, cada vez mais incerto e "terrível".
Além do Zé Nello Marques deixaram também a emissora Antenor Bicudo (central técnica), Nilton Carlos (comentarista de internacional), Geraldo Pedrosa (repórter Rio) e Cláudia Oliveira (produção de Esportes).
Presto solidariedade à todos e desejo boa sorte.

Comentários

Postagens mais visitadas