quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Grupo Estado se prepara para demitir mais funcionários

          E  X  C  L  U  S  I  V  O
A apreensão é muito grande entre os funcionários das emissoras de rádio do Grupo Estado, tanto na Estadão FM 92,9 KHz como na Eldorado  FM 107,3 KHz, funcionários dão como certo novos cortes no quadro de funcionários. No último dia 17 de janeiro funcionários tiveram acesso  a carta que o Departamento Jurídico do Grupo enviou ao Sindicato dos Radialistas, nela estão os todos os detalhes do  Plano de Demissão Voluntária da Empresa, Esse PDV vem sendo negociado diretamente com o Sindicato da categoria que  pediu  entre outras coisas ao Grupo Estado, a ampliação de alguns benefícios como por exemplo a extensão do plano de saúde para quem aderir ao PDV. Pedido  esse negado pelo  Jurídico do Grupo que deve anunciar as demissões  nos próximos dias.  A coluna teve acesso a o documento (parte da carta divulgada acima) e a informação que o número de operadores das rádios deve cair pela metade, hoje  doze profissionais trabalham nas emissoras. Além disso, o Grupo deve demitir também outros funcionários  que não são ligados diretamente aos Sindicato dos Radialistas do Estado de SP.

Dona de casa quer recuperar rádio roubado

Dona Rosa quer o seu "companheiro" de volta
O velho e bom companheiro da dona de casa Rosa Ferreira, uma réplica do rádio da marca SEMP, da década de 1960, foi roubado no dia 18 de janeiro, quando ela saiu de casa para ir até o posto de saúde. O aparelho foi visto pela última vez no armário da cozinha. Dona Rosa, de 73 anos, mora na mesma casa há 42 anos, no bairro Guanandi, em Campo Grande (MS), e nunca passou por situação semelhante antes. “Tiraram um pedaço de mim”, conta, emocionada. O aparelho foi presente da filha Rose Borges Ferreira, que, antes de comprá-lo, pesquisou na internet um modelo parecido com o rádio que a mãe tivera na infância. Ao ver a tristeza da mãe, Rose resolveu postar a história nas redes sociais e comoveu centenas de pessoas que já ligaram para a família oferecendo um aparelho novo. “Um rapaz de Recife ligou dizendo que daria outro rádio, o Sindicato dos Radialistas também ofereceu ajuda e até moradores da cidade disseram que dariam outro rádio de presente. Mas ela quer aquele aparelho que roubaram, pelo valor sentimental que o rádio representa na vida da minha mãe”, afirma Rose. Enquanto aguarda notícias sobre o paradeiro do rádio, dona Rosa desabafa: “Era meu companheiro enquanto arrumava a casa, fazia comida e lavava roupas. Eu gosto de ouvir a Rádio Imaculada, pois faz orações, e adoro ouvir música sertaneja. Quando eu era jovem, a gente reunia uma turma de amigos e ficava ouvindo música. Sinto falta do meu rádio, porque ele me traz boas lembranças daquela época”. Os ladrões levaram também um espremedor de laranjas da dona de casa.
Por: Milena Tomazini - ABERT
Foto: Divulgação