segunda-feira, 12 de junho de 2017

Globo no FM em SP... um problema sem fim!

Rosana Jatobá ao lado do logo com da frequência
em FM  que já deveria estar no ar, mas...
 
Três datas e três adiamentos. A novela envolvendo um canal em FM da Rádo Globo na Grande São Paulo está mais confusa que a nova programação que  finalmente saiu mas s da internet e foi pro ar nesta segunda-feira dia 12 de junho.  Os problemas burocráticos e principalmente os de  ordem técnica continuam, a coluna apurou com exclusividade que o canal em FM 94.1 Mhz  ainda não está totalmente ajustado e que não há uma previsão de estreia por causa da falta de  garantias e documentações da empresa que está arrendando o canal (leia-se Grupo CBS da Família Abreu). Ainda não foram feitos os devidos ajustes de sinal e antena por exemplo, entre os pedidos de garantias estão a compra de  geradores e No-Breaks (equipamentos que são acionados na falta, corte os oscilações de  energia elétrica), mas até agora nada e ainda pior, sem previsão da compra que demanda mais de meio milhão de reais.
A Engenharia técnica do Grupo Globo solicitou providências e garantias justamente para não ter problemas futuros com a ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações).  Infelizmente essa organização operacional não é a mesma da artística por exemplo, por isso o "gato preto" novamente subiu no telhado.. e nada de FM por enquanto em São Paulo. A programação estreou no maior mercado publicitário no esquecido 1100 am, esquecido porque nem foi citado nas campanhas de divulgação da emissora, mesmo negando esses canais devem ser arrendados em breve. A nova ordem que surgiu a partir dessa manhã é que o até então rejeitado  am 1100 Khz de São Paulo volte a ser divulgado e está proibido citar ou tirar fotos mostrando o logo com a frequência 94,1. Detalhe, o novo telefone do ouvinte em São Paulo tem o final 9410 em alusão a nova frequência que  por ironia do destino segue tocando músicas populares conhecidas como     "s  o  f  r  ê  n  c  i  a".
A emissora demorou quase duas décadas para arrendar um canal em FM, nesse mesmo período a concorrência  se movimentou e conquistou mais espaço com estratégias de compra ou arrendamento. A ida da Globo em SP para o FM é excelente, mas o problema é a falta de pessoas competentes no topo da administração da empresa. Profissionais que não são do rádio e estão perdidos há um bom tempo e não conseguem saber o que querem,  e pior é a família Marinho dar carta branca para os "jjs".
Significado de JJs: "Jênios Jestores" com jota mesmo, figuras de competência duvidosa, mas  com ótima influência com superiores. 
Comunicadores que ajudaram a fazer
 a  história do AM 1100 em SP
 A história da Rádio  Globo foi construída com o rádio AM, esse mesmo am hoje é colocado de lado, a história é  simplesmente  omitida. Dentro do grupo existem várias pessoas competentes que poderiam no mínimo dar voz de opinião dentro dessas novas estratégias de lançar produtos, mas não... Profissionais bons de mídia impressa, da tv, de aplicativos caem de paraquedas em um dos meios de comunicação que mais se transformam com as novas tecnologias. Muito triste  o que estão fazendo e como estão conduzindo esse novo "brinquedo"  chamado Rádio Globo, esperar o que?  
AM  volta a ser citado nas redes sociais,
 mas com prefixo errado 
Por enquanto não tem uma data certa da estreia do canal... Quem é bom de orelha vai ter que se contentar com o AM ou aplicativos próprios, já que eles (jjs) retiraram novamente a opção de baixar o aplicativo  em sites conhecidos do meio como TuneIn e Rádios.com
Que a estratégia e a competência da equipe da Super Notícia - FM 91.7 Mhz de Belo Horizonte - que foi lançada oficialmente neste dia 12 de junho  com uma programação digna de seu público,  sirva de espelho para os "jjs" da Nova Rádio Globo.
#RIPRÁDIO
Foto:  Scarpa/Brazil News e reproduão
Texto atualizado às 15 horas