terça-feira, 28 de março de 2017

Jornalista diz que torcedor morto no Morumbi era marginal, afirmação causou discórdia dos colegas

Benjamim Back e Felipe Facincani  
Depois de causar polêmica com fortes declarações em gravação que foi  feita WhatsApp no ano passado, polêmica que resultou em processo (veja  detalhes abaixo), o jornalista Felipe Facincani, voltou a causar polêmica na mídia esportiva, segundo matéria  publicada na última segunda-feira (27) no Uol, o jornalista que atualmente está no quadro de funcionários do canal  Fox Sports,  disse durante o programa   'FOX Sports Rádio'  que o torcedor Bruno Pereira, que faleceu após cair ao tentar mudar de setor no andar superior do Morumbi era marginal. Tal afirmação causou divergência no programa. Durante a discussão  o comentarista Flavio Gomes irritou-se com a fala do comentarista Facincani, que usou o termo ''marginal'' ao citar o rapaz e outros torcedores.  Depois de muita conversa e nova afirmação de Facincani, Flavio Gomes,  o repreendeu. ''Desculpa, ô Felipe, pera um pouquinho. Eu acho que a gente precisa respeitar a memória do rapaz que morreu. Você está chamando o cara de marginal porque ele tentou passar de um setor para o outro de um estádio'', disse. ''É um ato de 'marginalismo'', insistiu Facincani. "Ele deve ter visto alguém fazer isso, o menino nunca tinha ido no estádio na vida. Desculpa, Felipe, vamos começar a pegar um pouco mais leve nessas definições definitivas do caráter de uma pessoa porque o cara pulou essa grade. O cara não é um marginal, ele tava fazendo uma coisa e, de tão errada, ele caiu e morreu. Agora, daí a chamar o cara de marginal, você me desculpa, vai uma distância monumental. Só queria registrar isso'', disparou Gomes, inconformado com a declaração do colega no Rio. ''Marginal ele não é, ele foi irresponsável'', opinou Benja, comandante da mesa futebolística em São Paulo. ''Isso não é ato de marginalidade'', enfatizou Flavio Gomes. ''É um ato de 'marginalismo'. O cara sai de uma zona de conforto, de segurança, para colocar a segurança em risco de todo mundo que está lá'', voltou a dizer, Facincani. ''Então todos esses (torcedores que pularam a grade) merecem morrer na sua opinião,  Felipe", que perdeu  novamente a paciência no programa.
Felipe responderá processo movido 
por Paulo Nobre  em maio
Flávio Gomes respondeu: ''Não, eles não merecem'', intercedeu o apresentador. ''Pô, mas ele está chamando os caras de marginais. Não são marginais, estavam pulando uma grade'', disse Gomes. ''Também não concordo que são marginais . Ninguém merece morrer. Agora, que uma pessoa que faz isso está se arriscando a morrer, isso sim. Marginal não é, foi um ato irresponsável'', argumentou Benja.
Em relação ao processo   movido pelo ex-presidente do Palmeiras Paulo Nobre e pelo Executivo de Futebol  Alexandre Mattos, Facincani  responderá processo Criminal de Notícia Crime no próximo dia 18 de maio as 15:40 horas no Fórum de Pinheiros em São Paulo. Até o momento os familiares do torcedor  Bruno Pereira, que foi sepultado ontem, não se manifestaram.
Fonte Uol Esporte
Foto: Reprodução