quinta-feira, 4 de agosto de 2016

O ressurgimento do rádio já começou

"O rádio atual tem que ter imagem" 

"Emissora de rádio que não for multiplataforma, terá sérios problemas para se manter" 

Pioneiro, o modelo adotado pela 98 Live é
 apontado como saída para rádio se reerguer
 
Essas foram algumas frases que usei durante o ll Live realizado na terça-feira passada no canal do Facebook tal afirmação feita há uns 10 anos colocaria qualquer um internado em um manicômio. Tanto o rádio como: jornais, revistas e todos os veículos de comunicação (inclusive a própria tv) devem investir nesse novo conceito de comunicação multiplataformas. O ideal é ter imagem de qualidade e conteúdo próprio, mas o primeiro passo tem que ser dado, usando o Live do Facebook com um celular ou câmera boa e uma internet se possível excelente. O grande exemplo a ser seguido é da rádio 98 Live de Belo Horizonte (pioneira nesse segmento) ou de outros programas como: Morning Show, Pânico, Esporte em Discussão, Pingos no Is e Radioatividade da Rede Jovem Pan. Já faz alguns anos que o rádio concorre de forma desleal com outras plataformas e aplicativos. Adotar essa nova tecnologia faria com que o maior e um dos mais dinâmicos veículo de comunicação se reergue-se, agora é a hora do rádio se reinventar. 
Equipe do programa " 98 Futebol Clube" no estúdio e multiplataforma da 98 Live 
A Live 98 FM é uma emissora de rádio multiplataforma e transmite há quase uma ano o seu conteúdo ao vivo simultaneamente em três suportes diferentes de comunicação: rádio, web e televisão, por meio da BH News, canal 9 da NET. Pela internet ou smart TV, bastará acessar 98live.com.br. Todos os programas da rádio serão captados por quatro câmeras remotas de alta definição instaladas no estúdio, permitindo que as pessoas não só ouçam como também vejam os locutores e artistas – com direito a caracterização dos personagens. Mais do que a filmagem dos profissionais, a plataforma permitirá o uso de imagens das mais diferentes formas. No “98 Futebol Clube”, por exemplo (foto acima), os lances polêmicos das partidas são usados, assim como serão feitos videoclipes para as tradicionais músicas bem-humoradas sobre derrotas e vitórias dos times mineiros. Interatividade O ouvinte, que já participava com informações e opiniões via telefone e redes sociais, também poderá contribuir com material audiovisual e ser colaborador da 98 Live. Além de enviar vídeos pelo WhatsApp, tem a participação ao vivo dos programas por meio do Skype. Esse é um projeto ousado e pioneiro no Brasil uma iniciativa como essa, que consegue abarcar três meios de comunicação diferentes com o mesmo conteúdo ao vivo. Para quem quiser continuar ouvindo a 98FM pelo rádio, nada mudará. A empresa continuará apostando na linguagem que a faz ser diferente de todas as outras presentes no dial: bate-papos no estúdio que envolvem humor, notícias, futebol e campanhas sociais disse o diretor da 98FM, Rodrigo Jacques Carneiro na época da inauguração. 
  Claro, líder em velocidade na internet  aparece como a principal patrocinador do projeto multiplataforma
Um dos grandes trunfos desse projeto é fazer com que tanto o departamento comercial como o de marketing das emissoras podem oferecer pacotes e ações diferenciados aos seus anunciantes que agora passam a ser vistos e não só ouvidos como antigamente. Esse anúncio pode acorrer durante os programas com testemunhais e a marca da empresa ao fundo nos telões ou normalmente nos intervalos, uma ótima saída para aumentar as vendas e o investimento na emissora/multiplataformas. 
E viva o novo rádio! 
 Fotos: Divulgação 98