sexta-feira, 15 de abril de 2016

Saiba como o Palmeiras foi reconhecido pela FIFA como o primeiro Campeão Mundial Interclubes

Mais de 115 mil pessoas  lotaram o Maracanã no ano de 1951, um ano depois do fatídico "Maracanazo".... A Sociedade Esportiva Palmeiras entrava em campo contra a toda poderosa Juventus da Itália em busca de um empate, isso depois de ganhar suado do time italiano  no primeiro jogo da decisão por 1 x 0 no mesmo Maracanã,   a mesma equipe que goleou o Palmeiras por 4 x 0 ainda na primeira fase. A Taça Rio de 1951, teve a chancela e a  organização da FIFA,  assim foi feito do mesmo modo  na Copa de  50.... Saiba como foi difícil e muito suado  esse título que demorou décadas e décadas  até ser homologado pela entidade máxima do futebol, como o primeiro torneio mundial interclubes de sua história.  
Quem esteve lá naquele 22/07/1951, relata que foi realmente mágico. Ganhar da Juventus da Itália e de outros times de peso e tradição teve a mesma importância que vencer Raja Casablanca do Marrocos ou o Vasco na final por exemplo, isso quem garante é a FIFA, segundo ela, tanto o Palmeiras de 1951 como o Corinthians de 2000, gostem ou não são sim Campeões Mundiais Interclubes.

22/07/1951 Mundial Interclubes de 1951 – Final (segundo jogo) Palmeiras 2 x 2 Juventus Estádio do Maracanã. Rio de Janeiro-RJ Juiz: Gabriel Tordjan (França) Palmeiras: Fábio Crippa; Salvador e Juvenal; Túlio, Luiz Villa e Dema; Lima, Ponce de León (Canhotinho), Liminha, Jair Rosa Pinto e Rodrigues. Técnico: Ventura Cambon Juventus: Viola; Bertucceli e Manente; Mari, Parola e Bizzoto; Muccinelli, Karl Hansen, Boniperti, Johan Hansen e Praest. Técnico: Jasse Carver Gols: Praest (18’ do 1ºT), Rodrigues (2’ do 2ºT), Karl Hansen (18’ do 2ºT) e Liminha (32’ do 2ºT) Depois do apito final, foi arquitetada uma grande festa para a equipe, que desfilou em carro aberto pela cidade carioca. Na chegada a São Paulo, a delegação foi recebida na Estação Roosevelt de trem por uma multidão de aproximadamente 1 milhão de pessoas, que acompanhou os campeões até o Estádio Palestra Itália. A conquista foi histórica não só para a Sociedade Esportiva Palmeiras, mas para toda a nação brasileira, que ainda estava machucada e desiludida com o futebol por causa na inesperada derrota da Seleção na final da Copa do Mundo de 1950, em pleno Maracanã, para o Uruguai. Foi o Palmeiras o responsável por devolver o sorriso ao rosto do torcedor brasileiro e contrapor o “complexo de vira-latas” criado por Nelson Rodrigues um ano antes.
Vídeo: RIT TV 
Foto: Uol