quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Avallone ganha processo contra Alberto Helena Jr.

Roberto Avallone é comentarista do SporTV
Roberto Avallone, um dos jornalistas mais importantes da história da televisão brasileira ao comandar o Mesa Redonda, na TV Gazeta, por quase 20 anos e que está no SporTV desde março desse ano trabalhando como comentarista no "Redação SporTV"   conseguiu uma importante vitória nos tribunais. Avallone,  classificou com lamentáveis e de baixo nível  as ofensas e aos xingamentos que recebeu do jornalista Aberto Helena Jr., em  uma entrevista publicada em maio pelo UOL, no Blog do Menon (veja aqui).
Na época ele acionou seu advogado o renomado Dr. Antônio Carlos Sandoval Cattapreta, que impetrou acão contra os crimes contra a honra, calúnia e difamação. Nesta quarta-feira 21/10, o jornalista divulgou a decisão judicial em sua página na internet:
"Esclarecimento: disse, há alguns meses, quando fui ofendido pelo jornalista Alberto Helena Júnior, em uma reportagem do Uol- em que o tema principal versava sobre outro assunto- que consultaria meu advogado para saber qual atitude legal a ser tomada. E assim foi feito:com tradicional competência, o Doutor Antonio Carlos Sandoval Catta-Preta eleborou a ação (auxiliado por sua filha, Dra. Karina) e dia 21 de outubro, nesta quarta-feira, o caso teve o seu desfecho. O jornalista em questão recebeu a multa/ pena de 5 salários mínimos a serem.pagos a SMDC FUMCAD IR (resumindo). Sem me ater a valores, pois o que importava era a satisfação de não existir impunidade, creio que foi um triunfo. Justo triunfo. A audiência foi conduzida pelo juiz Dr Ulisses Augusto Pascolati Junior e o representante do Ministéri Púplico foi o Dr. Pedro Eduardo de Camargo Elias. Assim foi".
Foto: Reprodução SporTV

ESPN Brasil demite 34 funcionários

O dia de ontem marcou mais uma página triste para o jornalismo esportivo, o Grupo multinacional ESPN demitiu funcionários nos Estados Unidos e no Brasil. Tudo isso depois de gastar milhões com a compra de direitos de transmissão de campeonatos importantes da Europa como o Inglês e o Espanhol por exemplo.  Todo ano infelizmente é assim, quando chega setembro ou outubro os funcionários ficam apreensivos com o chamado "mês fiscal" e dessa vez nomes como Luis Alberto Volpe, Roberto Salim, Vinícius Nicoletti, Sérgio Loredo e Alessandro Sabella (esses os mais conhecidos)   não foram poupados.


Abaixo matéria  do  Portal Comunique-se


No Brasil, a ESPN vai trabalhar, a partir de agora, com menos funcionários. A medida tomada durante revisão de operações demitiu 34 funcionários da comunicação, dentre eles jornalistas, repórteres, produtores e blogueiro. Para explicar a situação, o canal falou que o cenário está cada vez mais competitivo e que, assim, precisa se preparar para o futuro. Em comunicado oficial, a emissora informou que as operações foram alteradas globalmente. "Como parte desse plano de esforços, a ESPN no Brasil terá de eliminar algumas posições de trabalho". Em outros países, cortes no quadro de funcionários também foram realizados. No Brasil, colaboradores com anos de casa foram dispensados. A lista de demitidos tem nomes como o de Roberto Salim, que por 20 anos foi produtor da ESPN. O repórter Vinicius Nicoletti, com 17 anos de empresa, o produtor Luis Alberto Volpe, o narrador Alessandro Sabella, o jornalista Sérgio Loredo e o blogueiro José Roberto Maglia também foram cortados. Mesmo com a falta desses profissionais na equipe, o canal comenta que vai se "concentrar em aprimoramento e desenvolvimento de novas tecnologias, produtos e serviços". 
Veja, abaixo, a íntegra do comunicado: 
Dentro de um cenário cada vez mais competitivo e com compromisso de manter o desenvolvimento do negócio, a ESPN revisou suas operações globalmente para se preparar para o futuro. Como parte desse plano de esforços, a ESPN no Brasil terá de eliminar algumas posições de trabalho. A ESPN continua com o compromisso de ter a melhor entrega para o fã do esporte, parceiros e clientes e se concentrará no aprimoramento e desenvolvimento de novas tecnologias, produtos e serviços.