quarta-feira, 22 de julho de 2015

Ondas Curtas edição 65

* Foi prorrogado por mais cinco anos o contrato entre a Fundação Brasil 2000 e o Grupo Estado. Assim a programação da Eldorado FM  segue na frequência  107,3 Mhz até  2020.

* Enquanto isso a Nossa Rádio FM vai deixar o FM a partir de 15 de agosto. A emissora do segmento gospel  vai sair da frequência 106,9  Mhz - porém segue em seu novo prefixo, am 700 Khz que já pertenceu ao Grupo Estado.

* Aproveito para corrigir a informação da edição anterior de Ondas Curtas, onde afirmei que a Super Tupi era líder no horário do esporte no Rio de Janeiro. Informo que a  direção da Rádio Globo está comemorando a melhora em sua audiência, em determinados horários a emissora que concorre diretamente com a Tupi no Rio de Janeiro em am e fm  conseguiu vencer  em determinados horários em outros encostou, mas no  geral, os números ainda favorecem a  Super Tupi  na maioria dos horários segundo os últimos dados oficiais.  Em São Paulo a emissora segue   na liderança absoluta,  ressalto que o Momento de Fé com o Padre Marcelo Rossi é líder há anos e foi o único programa que não sofreu com a audiência e a mudança de estratégia no SGR  dos últimos anos.

* A maioria dos programas jornalísticos e esportivos no rádio taxados como sérios demais já estão revendo seus conceitos e a forma de se comunicar com seus ouvintes. A mudança na linguagem  já é notada há um bom tempo,  fato muito parecido por exemplo com os programas  da tv que por sua vez seguem copiando fórmulas que dão certo na internet e assim segue o jogo.

* A CBN está organizando em São Paulo o talk show 'Comunicar para liderar', com a fonoaudióloga Leny Kyrillos e Mílton Jung, âncora da CBN. O evento acontece dia 24, às 18 horas, no Teatro Eva Herz, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (SP). Depois do talk show, haverá sessão de autógrafos do livro ‘Comunicar para liderar’, com os autores Leny Kyrillos e Mílton Jung. 

Datena pode se candidatar à prefeitura de São Paulo

Apresentador  confirmou a informação
A TV Bandeirantes pode perder um de seus apresentadores para o mundo político ao decorrer dos próximos meses. Responsável pelo noticiário ‘Brasil Urgente’, José Luiz Datena admitiu a possibilidade de abrir mão do emprego na imprensa para se candidatar à prefeitura da maior cidade no pleito do próximo ano. Isso mesmo, o jornalista pensa em ser prefeito de São Paulo. A revelação de Datena foi feita ao colunista Flavio Ricco, do Uol. O apresentador da Band, segundo relatado pelo crítico de TV em nota divulgada no começo da noite desta terça-feira, 21, enfatizou possuir qualidades que determinados políticos deixam a desejar. “Sou honesto. Não sou vagabundo e não roubo, ao contrário do que existe por aí”, disse o comunicador do bordão “me ajuda aí”. Conforme relatado por Ricco, o funcionário da Band contou que – sobre o assunto eleições 2016 - já foi contatado por lideranças de dois partidos. Ele, porém, não quis revelar quais legendas o procuraram. Se decidir entrar no ramo da política, Datena indicou que deixará o trabalho na televisão e no rádio – meio em que apresenta atração na Bradesco Esportes FM – próximo à data limite definida pela Justiça Eleitoral. 
Disputa entre jornalistas? 
Caso Datena leve adiante a ideia de ser prefeito, a capital paulista deverá ter dois jornalistas na disputa pelo principal posto do Executivo municipal. Candidato em 2012, quando ficou em terceiro, Celso Russomanno pode investir em nova campanha no próximo ano. Apresentador e repórter da TV Record, ele segue filiado ao PRB e foi o candidato a deputado federal mais bem votado do país no pleito de 2014, com mais de 1,5 milhão de votos.
Fonte: Comunique-se