terça-feira, 20 de outubro de 2015

Brasileiros ouvem mais rádio pela manhã em busca de notícia

 "Jornal da Manhã" da  Jovem Pan com Raquel 
Sheherazade  e Joseval Peixoto é líder de audiência
O rádio se mantém como o segundo meio de comunicação mais utilizado pela população brasileira, de acordo com a Pesquisa de Mídia Brasileira 2015 (PMB), realizada pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom): 63% dos ouvintes buscam informação, 62% procuram por diversão e entretenimento, e 30% usam o rádio como forma de passar ou aproveitar o tempo livre. A pesquisa revela que o hábito de ouvir rádio ocorre, principalmente, no período da manhã, em especial das 6h às 9h, independentemente do dia da semana. A conclusão é que o ouvinte busca notícias enquanto se desloca de casa para o trabalho. Pela pesquisa, o rádio é considerado um meio de comunicação de utilidade híbrida, ou seja, é voltado tanto para o lazer quanto para o conhecimento sobre assuntos importantes do dia a dia das pessoas. A frequência de uso é medida em dias e a intensidade, em horas. Os dados indicam que, em geral, 30% dos brasileiros ouvem rádio todos os dias da semana, enquanto 44% nunca o fazem. O hábito de ouvir rádio é bastante semelhante em termos de horário ao longo de toda a semana. A principal diferença está na intensidade de uso: durante a semana, as pessoas ouvem mais rádio, em média, 3h42 por dia, e aos sábados e domingos, 2h33.
Rádio FM é favorita 
As rádios FM são as emissoras favoritas para 74% dos brasileiros, enquanto 14% declaram gostar mais das AM. Diferenças regionais e sociais foram identificadas nessa escolha: os moradores do Sul do país ouvem mais rádios AM (22%) do que a média nacional, assim como as pessoas com até a quarta série do ensino fundamental (25%). As FM são preferidas pelos brasileiros com ensino médio (81%) e superior (83%). 
Melhor companheiro 
É unânime a resposta dos entrevistados ao afirmar que o rádio é um meio de comunicação que os acompanha em diversas situações do dia a dia: em casa realizando os afazeres domésticos (34%), ou enquanto se alimentam (33%). 26% relatam que o meio serve apenas como pano de fundo para conversas entre as pessoas.
Clique aqui e veja a pesquisa completa.
Foto: Divulgação
Fonte: Secom e Abert