quinta-feira, 24 de abril de 2014

105 FM comemora 9º aniversário da equipe esportiva

No dia 23 de abril de 2005 a 105 FM, emissora voltada ao segmento popular que tem o samba, pagode e rap como carros chefes da programação estreava a sua equipe esportiva. A emissora que é líder de audiência no segmento em São Paulo, tem o comando de Lélio Teixeira que também apresenta o "Na Geral" da Rádio Bandeirantes e a coordenação de Ricardo Martins. Apesar de pouco tempo, a transmissão de futebol com informação e humor, definitivamente caiu no gosto do ouvinte que apesar do curto período voltado ao futebol, consegue superar emissoras tradicionais do FM e do AM. A equipe de estreia da emissora tinha como narradores: Marcelo do Ó e Everaldo Marques. Bruno Prado era o comentarista e os repórteres eram: Ricardo Martins (Santos) , Felippe Facincani (Palmeiras) , Cadu Cortes (São Paulo) , Weber Lima (Corinthians) e Márcio Torvano, na época era folguista. Everaldo Marques (está nos canais ESPN), Felipe Facincani (Bradesco Esportes), Cadú Cortes  (TV Cultura e FOX Sports), Weber Lima  (Rádio Estadão) e o plantão esportivo era Evaldo Cunha. Da equipe de estreia permanecem até hoje: Marcelo do Ó, Bruno Prado, Ricardo Martins (repórter e coordenador), Márcio Torvano (repórter) e o operador Paulo Rafael. Ao longo do tempo chegaram: Ricardo Melo, Hugo Botelho, Leandro Bollis, Reinaldo Moreira, Marcelo Bigato, Edson Rufino, Marcel Crapetz, Wolney Lima e o operador Israel Mendes. 
Foto: Marcel Crapetz

ACEESP lança Prêmio Literário

O Prêmio é uma iniciativa da Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U, e tem parceria da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo, ACEESP, e com a adesão do Panathlon International. O Com o objetivo de incentivar o pensamento criativo, a difusão da pesquisa entre os alunos das Escolas da Cidade-Sede São Paulo, e dos demais municípios do Estado de São Paulo, fomentando a produção de texto através da reflexão sobre o legado humanitário da Copa do Mundo. Com o tema: "A Copa do Mundo Brasil 2014", o Concurso Cultural Prêmio Literário ACEESP é destinado aos alunos regularmente matriculados no Ensino Fundamental e Ensino Médio, na faixa etária de 11 a 17 anos, da Cidade-Sede São Paulo e dos demais municípios do Estado de São Paulo. Os estudantes poderão participar enviando suas crônicas, poesias e redações impreterivelmente até 20 de maio de 2014. (data da postagem). As crônicas, poesias e redações deverão ser inéditas, criativas e de acordo com o vocabulário da língua portuguesa. Cada participante poderá apresentar um texto por categoria, digitado, impresso em papel tamanho A4, branco, em fonte Arial, tamanho 12, de um só lado da folha, com no mínimo, 02 (duas laudas). O texto, acompanhados da ficha de inscrição, deve ser enviado para: Prêmio Literário ACEESP  - Av. Paulista, 807 - 9º andar conjunto 904 - São Paulo - SP Cep: 01311-100.    A seleção dos melhores textos, obedecerá aos seguintes critérios: criatividade, originalidade, internacionalidade e uso correto da língua portuguesa. Os textos encaminhados à Coordenação do Concurso Cultural não serão devolvidas aos participantes. 
Mais informações aqui

Para celebrar Dia do Goleiro, Zetti irá reunir mais de 300 que atuaram na posição

Zetti  é o proprietário da escola de
goleiros "Fechando o Gol"
O ex-goleiro Zetti, que já está há seis anos coordenando da Academia de Goleiros Fechando o Gol, irá reunir mais de 300 goleiros no próximo sábado, no Estádio do Ibirapuera, em comemoração ao 'Dia do Goleiro'. O evento vai contar com goleiros dos principais times de São Paulo, que serão treinados por referências quando o assunto é camisa 1. Waldir Peres, Carlos Gilmar, Ronaldo, Velloso e Sérgio, vão se juntar aos professores da Academia. O time das estrelas ainda será completado por Raí, Edmilson, Caio, Belletti, Neto e Mauro Silva. - A ideia é juntar o maior número de goleiros treinando ao mesmo tempo. E junto com os nomes consagrados do futebol brasileiro, faremos um grande trabalho e uma homenagem justa a todos que amam a posição - disse Zetti. A Academia Fechando o Gol é pioneira no ramo e já treinou mais de mil goleiros. Foi criada em 2008 quando tinha cerca de 80 alunos, hoje já são 300 e a procura está cada vez maior. - Começamos o primeiro ano com 80 alunos e hoje já passamos de 300 de todas as idades. A nossa ideia é realmente ensinar todos os fundamentos de um goleiro e a aceitação está ótima - completou Zetti. O evento será aberto ao grande público, para entrar basta comparecer à portaria que dá acesso ao Estádio do Ibirapuer e doar um agasalho. O estádio fica localizado na Avenida Marechal Estênio Albuquerque Lima e o evento está programado para começar às 8h. 
Foto: Divulgação