quarta-feira, 26 de março de 2014

Jovem Pan 2 amplia espaço do futebol e do jornalismo no FM

EXCLUSIVO
Equipe de esportes da Rádio Jovem Pan
A partir dessa quinta-feira (27), a Rádio Jovem Pan 2 de São Paulo, FM 100.9 MHz, amplia seu espaço de transmissões esportivas. Agora a Pan 2 que já tinha bons índices de audiência às quartas e domingos, também fará suas transmissões às quintas e sábados. Segundo dados do  Instituto Ipsos, estudos Marplan, que fez esse levantamento entre outubro de 2012 até setembro de 2013 e deu ênfase para emissoras que transmitem futebol em frequência modulada (FM), A  Jovem Pan é líder com 763,6 mil ouvintes, em um universo de 14.689.400 ouvintes.
A coluna "Ondas Curtas" publicada aqui e no Portal Comunique-se, já havia antecipado que aos poucos a programação da Pan 2 terá mais conteúdo jornalístico e esportivo. A transmissão do jogo entre Palmeiras e Bragantino, partida válida pelas quartas de final do estadual, será para São Paulo e parte da rede, e terá narração de Nilson César, reportagens de Luis Carlos Quartarollo, Márcio Spimpolo e Fabio Seródio e comentários de Flavio Prado e Fernando Sampaio. Intervalo e Fim de Jogo fica por conta de Bruno Vicari. Plantão Esportivo fica a cargo de Vander Luiz. No sábado a partida que será transmitida em am, fm e internet será uma das semifinais do Campeonato Paulista.
O Blog antecipa  que no mês de abril a emissora comandada por Tutinha e Marcelo Carvalho, vai estrear um novo jornal a partir das 18 horas, a transmissão será feita no tradicional 620 am e pelos 100,9 FM, e terá apresentação dos jornalistas  Reinaldo Azevedo (que também é colunista da Veja)   e Mona Dorf.
Foto: Divulgação

Metrô de São Paulo vai processar rádio Transamérica


O Metrô de São Paulo disse que vai processar a rádio Transamérica FM pela propaganda que diz que trens lotados são bons “para xavecar a mulherada”. De acordo com a companhia, a emissora usou seu nome na inserção de maneira indevida e sem aprovação. Um dos trechos da propaganda, narrada pelo personagem Gavião, fala: "No horário de pico é normal trem e metrô ficá lotado. É assim nas grande metrópole espalhada pelo mundo. Pá falá a verdade, eu até gosto do trem lotado. É bom pra xavecá a mulherada, né mano?! Foi assim que eu conheci a Giscreusa" (sic). Nas redes sociais, usuários se perguntaram "se essa propaganda do Metrô era real", além de dizerem que o comercial é "machista, preconceituoso" e "incentivar a visão da mulher como um objeto". Em nota, o Metrô repudiou o conteúdo da propaganda e disse que “nem a agência Nova SB, a qual a Companhia encomendou campanha sobre obras de expansão da rede metroviária, foram informados de que tal conteúdo seria veiculado pela rádio Transamérica”.

Metrô
”O Metrô informa que irá processar a rádio Transamérica FM pelo uso indevido e sem aprovação de seu nome em inserção testemunhal veiculada em programa da emissora. Nem o Metrô nem a agência Nova SB, a qual a Companhia encomendou campanha sobre obras de expansão da rede metroviária, foram informados de que tal conteúdo seria veiculado pela rádio Transamérica. O Metrô reitera que repudia o conteúdo veiculado pela rádio Transamérica”

Transamérica
André Muller, que faz o personagem 
"Gavião",  gravou o testemunhal  do Metrô
“Em nenhum momento o texto incentiva atitudes lascivas, pois de forma alguma faz qualquer alusão a qualquer tipo de violência ou abuso sexual. O personagem ao empregar o termo “xavecar a mulherada”, se refere única e exclusivamente à paquera, sinônimo da antiga conhecida cantada que de fato pode persuadir ou aproximar pessoas, formando ou não casais, conduta licita que acontece naturalmente na vida cotidiana em qualquer lugar com grande circulação de pessoas.” 

Agência
Entramos em contato com  Roberto Genistretti, Diretor de Mídia da  Nova SB, agência responsável pela conta de publicidade do Metrô. Segundo Genistretti, a partir do momento que surgiu essa informação, o testemunhal foi imediatamente suspenso e o contrato desfeito com a emissora. 


A Nova/sb, uma das agências que atende o Metrô desde dezembro de 2013, repudia o conteúdo ofensivo e totalmente inapropriado do testemunhal da Rádio Transamérica, veiculado em 19 de março de 2014. A emissora acabou prestando, ao contrário do que se propôs a fazer, um desserviço à sociedade e um desrespeito com a população. A Nova/sb, da mesma forma que o Metrô, adotará todas medidas cabíveis para que essa irresponsabilidade não fique impune
(atualizado 14 horas)

Ouça abaixo a propaganda/testemunhal feita pela da emissora.

Fotos: Reprodução G1 e Divulgação Trasnamérica