quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Anatel, aponta irregularidades e 16 rádios em São Paulo, podem sair do ar em oito meses


Carta Capital


O Ministério das Comunicações e a Anatel fiscalizassem 16 rádios comerciais localizadas na cidade de São Paulo, dentre elas a Sulamérica Trânsito. Esta, apesar de ser uma rádio da cidade de Mogi das Cruzes, transmite exclusivamente conteúdos sobre o trânsito da cidade de São Paulo. De acordo com a lei, o deslocamento de antenas de uma cidade para outra só é permitido quando isso for necessário para munir a cidade de origem de um melhor sinal de rádio. O que ocorre, por exemplo, no caso do pico do morro mais alto da região estar em cidades vizinhas. Para que esse deslocamento seja autorizado, a empresa tem que garantir alguns requisitos básicos, como ter um estúdio principal e a maior parte de funcionários na cidade de origem; produzir a maior parte da programação nesse mesmo município; e, é claro, garantir que o sinal de fato chegue aos moradores da cidade para qual a empresa recebeu licença para funcionar. Mas a lógica incorruptível de se obter lucro levou os empresários da comunicação a deslocar a não apenas as antenas, mas também a programação, o estúdio e os funcionários para as cidades vizinhas, roubando dezenas de canais de rádios de municípios que não foram agraciadas com mercados tão robustos. Esses empresários "incorruptíveis" participam de licitações a baixo custo em cidades menores e acabam recebendo canais que custariam bem mais nos lugares onde de fato as rádios estão instaladas. Em relatório da Anatel produzido, a partir da recomendação feita pelo MPF, sobre as rádios fiscalizadas que deslocaram suas antenas na grande São Paulo, apenas 16 não cumpriam os requisitos básicos para tal. 
São elas: Bandeirantes (FM 90,9) de Itanhaém, Sulamérica Trânsito (FM 92,1) de Mogi das Cruzes, Nativa (FM 95,3) e Mix (FM 106,3) de Diadema, Tupi (FM 104,1) de Guarulhos, Terra (FM 97,3) de Atibaia, Sê tu uma benção (FM 98,1) de Itatiba, Expressão/Nossa Rádio (FM 106,9) e Scalla/ Kiss (FM 102,1) do Arujá, 89 ( A rádio Rock) (FM 89,1) e Alpha (FM 101,7) de Osasco, 106 Love (FM 105,7) e Tropical (FM 107,9) de Itapecerica da Serra, Energia 97 (FM 97,7) e Rede Aleluia de rádio (FM 99,5) de Santo André e Vida (FM 96,5) de São José dos Campos
 Nenhuma dessas rádios atende plenamente aos requisitos mínimos estabelecidos pela lei. Nem mesmo o suposto objetivo fim do deslocamento da antena se verifica, pois apenas duas rádios fazem seu sinal chegar ao local de origem da licença e, mesmo assim, com programas inteiramente produzidos em outra cidade. E como essas empresas conseguiram burlar por tanto tempo a lei?
Algum funcionário público recebeu propina para não ver as irregularidades? Não, desta vez a corrupção está centralmente no setor privado. O Estado, por sua vez, omite-se completamente de fiscalizar o cumprimento das regras que visam a preservar o interesse público, pois uma única fiscalização revelou todo o problema. O Ministério das Comunicações e a Anatel simplesmente não se sentem na obrigação de fiscalizar as empresas privadas. Eles só o fazem se provocados pelo MPF ou por outro organismo independente. Segundo a coordenadora do Grupo de Trabalho de Radiodifusão Comercial do Ministério das Comunicações, Denise de Oliveira, isso acontece para evitar a caracterização de perseguição política. Em outras palavras, para evitar constrangimentos entre os donos da mídia e o governo. Com essa postura, cidades inteiras passam décadas sem usufruir de um recurso natural que lhes é de direito. O relatório da Anatel recomenda um prazo de 270 dias  para correção das irregularidades sob pena de suspensão do serviço. Um prazo generoso e bem diferente ao dado para as rádios comunitárias irregulares, que têm seus equipamentos apreendidos e seus integrantes presos por tentar se comunicar. Para elas, não há qualquer prazo para defesa ou adequações. Duas das rádios comerciais citadas no relatório da Anatel obstruíam a fiscalização impedindo sua conclusão. Até agora, não se tem notícia de que a Polícia Federal tenha sido acionada para intervir. O governo precisa fazer a sua parte e deixar de ser omisso. O MPF já enviou nova recomendação pedindo que a fiscalização realizada em São Paulo se repita em todo o país, a começar pelas capitais. Cabe ao Ministério das Comunicações a decisão de defender o interesse público ou de se juntar aos demais, no banco dos réus. Pedro Ekman é integrante da Coordenação Executiva do Intervozes.

Matéria  de Pedro Ekman,  é integrante da Coordenação Executiva do Intervozes.
Leia na íntegra aqui


Festival de Fotografia em Campinas apresenta a mostra "Futebol Arte"


Momento da premiação  da seleção brasileira
na Copa das Confederações está na exposição
 Até o próximo dia  4 de fevereiro acontece a exposição "Futebol Arte" no Shopping Center Iguatemi Campinas;  São lLances geniais que marcaram a história futebolística poderão ser conferidos na exposição que é promovida pelo Festival de Fotografia Hercule Florence, em parceria com o Shopping Iguatemi Campinas.
 A mostra reúne fotos clicadas nos principais campeonatos mundiais, incluindo as aberturas da Copa FIFA nos anos de 1994 a 2010 e da Copa das Confederações, realizada neste ano. Inédita, a mostra é uma celebração ao binômio Futebol/Arte. 
Torcedor  na arquibancada durante a Copa do Mundo
São 42 fotos dos premiados profissionais Alexandre Battibugli, Ari Ferreira, Flávio Florido, Jonne Roriz e Paulo Whitaker, publicadas por agências internacionais, como a Reuters, imprensa brasileira (Lance!, Estadão, UOL e Placar), além de uma seleção de imagens inéditas da Copa das Confederações. Nas fotos, além do Brasil e seus craques, como Ronaldo Fenômeno, Ronaldinho Gaúcho e Neymar, também estão retratadas outras estrelas e seleções, como Argentina, Itália, Holanda, Espanha e França, por exemplo. 
Serviço: 
Exposição “Futebol Arte”
Quando: de 9 de janeiro a 4 de fevereiro Onde: foyer do Teatro Brasil Kirin, localizado no terceiro piso do Shopping Center Iguatemi Campinas (Av. Iguatemi, 777, Vila Brandina, Campinas, SP) - Horários: de segunda a sábado das 10h às 22h e aos domingos, das 12h às 20h Entrada gratuita www.iguatemicampinas.com.br
Fotos: Ari Ferreira e Flávio Florido

Locutores da Nativa FM festejam aniversário de São Paulo no Mercado Municipal

Os ouvintes da Nativa FM terão a oportunidade de conhecer e conversar com os locutores Jones Mendes, Tonho Prado, Tatá e Galinha neste sábado, dia 25. Das 08h às 16h, os apresentadores estarão no Mercado Municipal de São Paulo em uma ação especial em homenagem ao aniversário da cidade. Direto do local, eles entrarão no ar com flashes ao vivo ao longo de toda a programação contando histórias curiosas da capital paulista. Brindes da rádio também serão distribuídos aos ouvintes, frequentadores e comerciantes. Quem acertar perguntas sobre a cidade ganha prêmios como camiseta, caneta, boné, chaveiro, CD e muitos outros.

Milton Neves, José Trajano e Diego Salgado lançam livros

Milton Neves Conta Nossos Mundiais 
Nesta sexta-feira, dia 24 de Janeiro, às 19h, Milton Neves, Mário Marinho e Silvio Natacci receberão a imprensa e convidados para noite de autógrafo do lançamento do livro "Milton Neves conta nossos Mundiais". Nada melhor do que iniciar o ano, em especial, ano de Copa, com o lançamento das histórias de vida do renomado e polêmico jornalista esportivo Milton Neves. O livro produzido pela Editora Nova Leitura e escrito pelos jornalistas Mário Marinho e Silvio Natacci conta como foi cada conquista dos Mundiais para Milton Neves. Além das curiosidades sobre Milton Neves e sua vida, o livro traz, detalhadamente, a história de nossas cinco conquistas. Cada Copa é contada jogo-a-jogo, com ficha técnica, personagem que se destacou naquela partida, a festa da conquista e os dramas vividos então. Uma bem suculenta linha do tempo transporta o leitor aos momentos mais importantes daqueles anos no Brasil e no Mundo. O livro é ricamente ilustrado. Milton Neves conta Nossos Mundiais. Autores: MÁRIO MARINHO E SILVIO NATACCI. Editora Nova Leitura, 2014. 224 páginas. Preço do livro impresso: R$ 49,99. Vendas em bancas de jornais e livrarias de todo o país. 
Serviço:
Lançamento: 24 de Janeiro de 2014. Horário: 19 horas Local: Livraria FNAC Paulista - Espaço Fórum Estacionamento: Alameda Santos, 960. 



1950, o preço de uma Copa
  O livro conta todo o processo de preparação do Brasil para sediar a Copa do Mundo de 1950, além de fazer uma comparação com os gastos, atrasos e obras atuais para a Copa de 2014. Um dos autores, o  jornalista Diego Salgado que que trabalha no jornal "O Estado de São Paulo", conta que a ideia do livro  nasceu em 2011 de um projeto de TCC na Universidade Metodista e agora ocupa lugar de destaque nas livrarias com outros grandes títulos, para a satisfação de todos envolvidos nesse importante documento histórico e indispensável para os jornalistas, estudantes e simpatizantes do futebol.
Serviço:
1950 – O preço de uma Copa Autores: Beatriz Farrugia, Diego Salgado, Gustavo Zucchi e Murilo Ximenez  – Páginas: 180 Selo: Letras do Brasil – Preço: R$ 38,00.
Lançamento: Sábado 25/01 -  Livraria Leitura do Shopping Golden Square.Avenida Kennedy, 700 - Jardim do Mar, São Bernardo do Campo - São Paulo.
 Segue link do convite oficial: 



Mês que vem acontece o lançamento oficial do livro "Procurando Mônica"
O jornalista da ESPN Brasil, José Trajano, lança dia 24 de fevereiro o livro "Procurando Mônica".   Trajano conheceu Mônica, ele ainda era chamado de Zezinho, e mal tinha largado as calças curtas para descobrir as festas e bares de Rio das Flores, cidade no interior do Rio de Janeiro onde costumava passar o verão. O garoto nem desconfiava que aquele encontro daria início a uma obsessão de mais de quarenta anos, a um amor não correspondido que ele nunca iria esquecer. Procurando Mônica é uma história dessa paixão impossível, um relato repleto de esperanças, sonhos e frustrações. Puxando pela memória, Trajano recria sua implacável busca por Mônica, contando com humor e uma dose de tragédia grega os inúmeros foras que recebeu de sua musa. Mas os tempos mudaram. Trajano, que seguiu para uma carreira brilhante no jornalismo esportivo, não é mais o garoto inseguro que Mônica tanto desprezou. Com uma nova dose de coragem, ele partirá novamente atrás dela para, quem sabe, escrever o último capítulo deste livro. 
Serviço:
Lançamento oficial a definir
Mais informações aqui:  Preço: R$ 19,90 – R$ 13,90 (e-book) 
Lançamento: 24/02/2014