quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Pra que perdoar ou parcelar dívidas dos clubes de futebol?

A votação do projeto de renegociação das dívidas dos clubes - Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte (LRFE) - não será votada antes das eleições do dia 5 de outubro, assim definiu o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Segundo o deputado, a complexidade do tema e o período eleitoral dificultam a apreciação do texto até o mês de setembro, como era o desejo do Ministério do Esporte e dos dirigentes dos times. A proposta de renegociação das dívidas dos clubes - que podem chegar a R$ 4 bilhões - começou a ser discutida no Congresso Nacional em 2013. Sou absolutamente contra qualquer tipo de dispositivo que perdoe ou parcele as dívidas dos grandes clubes que devem milhões ao governo, afinal a maioria continua gastando milhões com a contratação de jogadores e comissões técnicas e depois reclamam que estão quebrados. Oras bolas, vai você sonegar imposto ou omitir informações em sua declaração de Imposto de Renda? Política de pés no chão e um basta as "fair play financeiro" na terra de Gerson.