quinta-feira, 29 de maio de 2014

ESPN Brasil fica na liderança com o jogo entre Real Madrid e Atlético de Madrid

Cledi e Alexandre Oliveira, transmissão  também
foi um sucesso nas salas de cinema do Brasil
A final inédita da UEFA Champions League, realizada no último sábado (24), com dois times de uma mesma cidade, colocou a ESPN Brasil na liderança com a transmissão do jogo entre todos os canais da payTV. No universo inteiro da TV por assinatura, a emissora registrou 1,13% e 75 minutos de Average Time Spent – o tempo médio que o telespectador permanece no canal. Se analisada a faixa de homens com 18 a 49 anos, os números sobem para 1,91% e 84 minutos de ATS – um número maior que os das emissoras de TV aberta. Todo os dados são do Ibope 9 Mercados. “Para chegar a esse resultado, a emissora preparou uma grande cobertura jornalística nos dias que antecederam os jogos, com uma grande equipe in loco e com a participação especial do técnico Tite. Com isso, conseguimos uma audiência 61% maior que a do ano passado”, afirma João Palomino, diretor de jornalismo da ESPN. Com transmissão exclusiva para 80 salas de cinema em todo o Brasil, a hashtag #espnnocinema entrou nos trend topics brasileiros do Twitter. Com o término da temporada da UEFA Champions League, a emissora vai se dedicar totalmente a Copa do Mundo FIFA 2014. A ESPN Brasil, emissora licenciada da Copa do Mundo FIFA 2014, irá exibir ao vivo todos os 64 jogos do Mundial e terá uma equipe imbatível na cobertura. Além dos profissionais que já fazem parte da emissora, como Paulo Vinícius Coelho, Gustavo Hofman, Mauro Cezar Pereira, Juan Pablo Sorin, Vinícius Nicoletti, Leonardo Bertozzi e André Kfouri, os canais ESPN terão o reforço de super craques como: Alexi Lalas (EUA), Freddy Rincón e Carlos Valderrama (Colômbia), Hugo Sanchez, Jared Borgetti e Luis Roberto Zague (México), Juan Pablo Sorín e Mario Kempes (Argentina), Ivan Zamorano (Chile), Loco Abreu (Uruguai), Michael Ballack (Alemanha), e Steve McManaman (Inglaterra). Todos esses nomes, que já disputaram ao menos uma edição da Copa do Mundo, vão participar da cobertura da ESPN no Brasil, Argentina, México e Estados Unidos. Especificamente no Brasil, os jogadores estarão em diferentes programas, sempre com sinal verde para falar tanto das seleções de seus países quanto dos adversários.
Foto: Divulgação