sexta-feira, 8 de novembro de 2013

O decadente fim de carreira do meia Rivaldo

Rivaldo com o Bola e a chuteira de ouro em 1999
Um dos grandes problemas de um jogador de futebol é o de não saber a hora certa para encerrar a carreira, raros são os atletas que conseguem esse feito, muitos esticam a carreira ao máximo e acabam arranhando um passado muitas vezes glorioso e campeão. Foi isso que aconteceu com o meia Rivaldo, de 41 anos, que anunciou nesta quinta-feira sua saída do São Caetano, penúltimo colocado da segunda divisão do Campeonato Brasileiro, e praticamente rebaixado. Rivaldo não confirmou se dará sequência na carreira, o comunicado veio via Twitter: "Bom dia. Quero comunicar que, a partir de hoje, não jogo mais pelo São Caetano. Não consegui me recuperar das dores no joelho. Gostaria de agradecer a todos que fazem parte do clube, principalmente ao presidente Nairo (Ferreira de Souza)", tuitou o ex- melhor do mundo que anteriormente poderia ter finalizado a carreira quando estava no São Paulo. Rivaldo foi o melhor jogador do mundo em 1999 e explicou pelo também pelo Twitter que tomou a decisão por não conseguir se recuperar das dores recorrentes que sofre no joelho direito. No entanto, ele não esclareceu se procurará uma nova equipe para 2014 ou se aposentará. Por causa das lesões, Rivaldo jogou pouco pelo Azulão, apenas 19 vezes, dez delas como titular, e marcou dois gols. Nesta temporada, em parte por culpa das lesões, Rivaldo jogou pouco pelo São Caetano, apenas 19 vezes, poucas vezes como titular, e marcou dois golzinhos. Um triste fim, para um jogador tão importante que deixou sua marca positiva por onde passou, principalmente: Mogi Mirim (primeira passagem) Palmeiras, Milan, Barcelona e Seleção Brasileira  campeã da Copa América de 1999 e o pentacampenato de 2002.
Foto: Rivaldo10.com

Alunos e professores das escolas finalistas do 13º Prêmio Escola Voluntária se encontram em São Paulo

Marcelo Tas é apresentador e padrinho
do projeto Escola Voluntária
Cerca de 50 alunos e educadores das dez escolas finalistas do 13º Prêmio Escola Voluntária se hospedam a partir desta quinta-feira, dia 07, no Clube de Campo do Banco Itaú, localizado na zona sul de São Paulo. O projeto é uma parceria da Rádio Bandeirantes com a Fundação Itaú Social. De 07 a 13 de novembro, além de trocar experiências adquiridas em seus projetos, os estudantes e educadores participarão de oficinas de voluntariado e responsabilidade social, além de visitar museus e exposições na capital paulista. Os projetos vencedores serão conhecidos na próxima terça-feira, dia 12, durante evento no Centro Empresarial Itaú Unibanco. O jornalista Marcelo Tas apresentará a cerimônia a partir das 19h. As escolas vencedoras receberão prêmios em dinheiro que ajudarão a suprir necessidades específicas de cada projeto: o primeiro lugar recebe 20 mil reais, o segundo tem prêmio no valor de 15 mil reais e o terceiro, 10 mil reais. Ao educador destaque será oferecido um notebook. O objetivo do Prêmio Escola Voluntária é incentivar e reconhecer instituições de ensino responsáveis por projetos sociais que promovam o trabalho voluntário entre os seus alunos. Desde sua criação em 2001, Ano Internacional do Voluntariado, o Prêmio recebeu quase 5000 inscrições. 
Confira as escolas finalistas do Prêmio Escola Voluntária: 
• Colégio Estadual Rubem Nogueira (Serrinha, BA) 
• Escola Estadual Antônio Ferreira Barbosa (Iturama, MG) 
• Escola Girassol (Engenheiro Beltrão, PR)
• Colégio Cruzeiro – Unidade Centro (Rio de Janeiro-RJ) 
• Escola Estadual de Ensino Fundamental Reinaldo Cherubini (Nova Prata, RS) 
• Colégio Maria Imaculada (Porto Alegre, RS)
• Escola de Educação Básica Prof. Mansueto Boff (Concórdia-SC) 
• Colégio Marista Nossa Senhora da Glória (São Paulo-SP) 
• ETEC de Tiquatira (São Paulo-SP) e Escola Estadual Paulo Virgínio (Cunha-SP)
Foto: Divulgação

Programa “O Negócio é Esporte” investe em conteúdo para redes sociais

Após conquistar espaço na rede da rádio Bradesco Esportes FM, o programa O Negócio é Esporte, produzido pela StartCom Comunicação, inova mais uma vez e traz posts sonoros ao Facebook. A ação pioneira apresenta pílulas diárias do programa na rede social e fica a disposição do internauta, que pode ouvir o conteúdo a qualquer momento. A iniciativa reforça o conceito multiplataforma do programa. Apresentado pelos jornalistas Alexandre Carauta e Sérgio Carvalho, O Negócio é Esporte, primeiro talk-show do gênero no país, tabela com craques da área sobre investimentos, patrocínios, oportunidades, tendências. "O ouvinte ganha mais uma forma de estar conectado ao programa e saber o que acontece no mercado do marketing esportivo. Além disso, ainda poderemos ampliar nosso público". Outra novidade, o novo site do programa, mais interativo, entra no ar na próxima semana.