terça-feira, 6 de agosto de 2013

Rádio Globo do Rio troca de comentarista: sai Valdir Espinosa, entra Dé Aranha

Espinosa  deixou a emissora após 15 meses
As mudanças já começaram na Rádio Globo do Rio de Janeiro, que tem agora tem Maurício Menezes como na direção artística da emissora. Ontem o ex-treinador e comentarista Valdir Espinosa confirmou sua saída da emissora em sua página no Facebook: " Olá Gente!Comunico que hoje fui, oficialmente desligado do Time da Rádio Globo. Obrigado a todos que me acompanharam neste período."
Espinosa trabalhou como comentarista nos canais Sportv e PFC, entre 2008 e 2009. Em 2010 foi comentarista na Rádio Manchete, em maio de 2012 foi contratado pela Rádio Globo
Dé Aranha, novo
 comentarista da Globo
do Rio de Janeiro.
 O novo comentarista da emissora será o ex-jogador Dé Aranha, que foi uma das revelações do rádio carioca em 2012. Com passagem pela Bradesco Esportes FM, Aranha já tinha participado como comentarista convidado em alguns programas da emissora, além disso,  é também  comentarista na versão carioca de "Os Donos da Bola" da TV Bandeirantes, o programa é comandado por José Carlos Araújo que segue tendo o nome comentado entre a direção da emissora. Em breve novas mudanças podem acontecer no SGR.
Fotos: SGR

Rádio Eldorado estreia "Treino Eldorado"

Saúde e esportes combinam com música e, mais, são inseparáveis para o melhor desempenho de atletas. Essa é a proposta do Treino Eldorado, programa que estreia neste sábado (10) na Rádio Eldorado. No ar das 7h às 10h, a nova atração ajudará os praticantes de esportes físicos a se preparar, com boa música e informação de qualidade. Em cada programa será selecionada uma playlist de músicas especialmente preparadas para os praticantes de atividades físicas e esportivas, como corrida, caminhada, ciclismo, natação, entre outras. Além das músicas, o preparador físico Aulus Selmer, da assessoria esportiva “4any1”, dará dicas aos atletas em cada edição. Para marcar o lançamento do Treino Eldorado, a rádio promoverá coquetel e palestra de Aulus Selmer, amanhã, quarta-feira (7), às 19h30, no Museu de Arte Moderna (Parque do Ibirapuera, Portão 3), exclusivamente para convidados. O Treino Eldorado – e toda a programação da emissora –, além da rádio, poderá ser ouvido pelo Território Eldorado (www.territorioeldorado.com.br) e pela própriafanpage, que disponibiliza player ao vivo.

Após cronistas, Corinthians quer fechar cerco a rádios

Blog do Erick Beting

Mário Gobbi, presidente do Corinthians,
 quer aumentar a arrecadação do clube
Desde o ano passado uma queda de braço é travada entre os departamentos de comunicação e marketing do Corinthians com a Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Aceesp). Há algum tempo, o clube paulista tomou para si a gestão de quem é relacionado para cobrir os jogos do Corinthians quando é o mandante. A medida acabou com uma prática absolutamente comum e histórica no meio esportivo, que é a entrada de jornalista com a apresentação da credencial que lhe dá direito de entrar em campo. Boa de princípio, assim como a meia-entrada para estudante, a carteira de jornalista perdeu, com o tempo, sua função primordial. Mesmo em “folga”, o jornalista vai ao jogo, usando logicamente o pretexto de acompanhar a partida. Mas, na prática, raramente vai a partidas além da do time de coração. Até pouco tempo, isso não era um grande problema, uma vez que não eram muitos veículos nem muitos jornalistas credenciados. Mas, com a proliferação de novos veículos com o advento de internet e, sequencialmente, os blogs, o número de profissionais credenciados pela Aceesp tornou-se gigantesco. E isso, especialmente em jogos de alta demanda, tem se tornado um problema para clubes, associação e profissionais que trabalham nas partidas. Com o argumento de que o jornalista que torce para o Corinthians decide ir ao jogo com a carteirinha e, assim, não remunera o clube, o alvinegro passou a gerir o controle de profissionais da mídia às partidas. Agora, o clube exige um pré-credenciamento dos profissionais, algo que é comum em outros estados e, principalmente, em eventos de alta demanda. A medida, que teve respaldo jurídico, agora deve invadir outra seara. A diretoria de marketing do Corinthians confirmou que tem interesse de ampliar a discussão sobre a atuação das emissoras de rádio na cobertura de jogos do clube. A ideia é fazer com que as rádios passem a pagar pelos direitos de transmissão dos jogos. Se realmente comprar essa briga, o Corinthians pode finalmente conseguir fazer algo que, no Paraná, já algum tempo o Atlético Paranaense de certa forma conseguiu solucionar tendo espaço na grade das emissoras de rádio para programas próprios e/ou publicidade. Com o tamanho e a influência na mídia que possui, o Corinthians poderá recuperar um erro histórico da gestão esportiva no Brasil. Muito da gratuidade das rádios na transmissão do esporte está vinculada à relação de Paulo Machado de Carvalho com o futebol. Dono da Record e fundador da Jovem Pan, Carvalho deu um “jeitinho” lá nos anos 40 e 50 para que o futebol fosse transmitido de graça. Na época, o rádio era o principal meio de comunicação do país, e o futebol ainda não era a unanimidade de hoje. Para os dois, era uma relação interessante. Depois, com o advento da TV, a receita que o rádio poderia dar ao futebol tornou-se secundária e, por isso mesmo, ignorada pela maioria dos clubes. Agora, com uma gestão mais profissional, a tendência é que as instituições passem a olhar toda fonte de receita como valiosa. Cobrar a transmissão das rádios é algo absolutamente natural e compreensível dentro desse novo cenário. Ainda mais porque essa prática é regra quando se refere à transmissão de grandes eventos, como Fórmula 1, Liga dos Campeões da Europa, Copa do Mundo, torneios de tênis ou Jogos Olímpicos, para citar alguns exemplos. Após fechar o cerco à farra de cronistas, o Corinthians quer diminuir a farra das rádios. E isso pode ser uma ótima notícia para o mercado como um todo. Por mais que a mídia vá espernear.
Blog do Erick Beting/Bastidores do Rádio
Foto: Lancenet

Panini Lança álbum do Campeonato Brasileiro 2013

Capa do Álbum desse ano
A  Panini lança o Álbum de Figurinhas Oficial do Campeonato Brasileiro 2013, com 72 páginas e mais de 500 figurinhas, que chega às bancas a partir da próxima terça-feira, 6 de agosto.  A coleção representa os 40 clubes que disputam a competição nas séries A e B, totalizando 504 cromos. As figurinhas trazem os principais jogadores escalados em cada time, retratando craques como Alexandre Pato, Seedorf, Bernard, Forlán e Zé Roberto. Também serão homenageados os maiores artilheiros brasileiros de todos os tempos – Pelé, Zico, Roberto Dinamite, Reinaldo, Quarentinha – em figurinhas especiais douradas. Outros cromos diferenciados são os dos escudos e mascotes, feitos em papel especial onde o fundo se move.  Uma grande inovação este ano entre os cromos são as minifigurinhas: cada time da série A terá duas figurinhas que trazem rostos de sete jogadores cada, no estilo de uma cartela, totalizando 14 rostinhos por clube. Estas minifigurinhas podem ser utilizadas para compor uma escalação única ao gosto do colecionador, com seu esquema tático de interesse, em um campo vazio estampado nas páginas de cada clube da primeira divisão do futebol brasileiro.  Nas páginas do álbum o torcedor vai encontrar muitas informações, tais como os clubes campeões e os artilheiros dos últimos dez anos, além dos já tradicionais dados de cada time: fundação, presidente, desempenho detalhado na última temporada, classificação nos últimos três anos, principais títulos, assim como endereço da sede, do site, Facebook e Twitter. Entre as imagens estampadas nas páginas de cada clube estão escudo e bandeira, os uniformes 1 e 2, um jogador de destaque na equipe atual, além de uma foto coletiva do time.  Seguindo o alto padrão habitual das coleções Panini  que utiliza a última tecnologia em cromos autoadesivos e impressão, esta edição do álbum traz um acabamento inédito na capa, com efeitos em verniz. Para prestigiar os colecionadores e amantes do futebol brasileiro, a empresa líder no segmento de álbuns de figurinhas no mundo lança novamente uma edição especial do álbum, em formato de luxo, com capa dura e acabamento especial. Trata-se de uma série limitada e exclusiva, para valorizar ainda mais a coleção.  Nesta edição do álbum a Panini inovou mais uma vez e desenvolveu um aplicativo para smartphone e web que vai ajudar o colecionador a organizar e controlar sua coleção de figurinhas coladas e repetidas. Na campanha publicitária desenvolvida pela agência Eugenio, o conceito principal busca traduzir toda a emoção que os brasileiros sentem em uma partida de futebol para o momento de abrir um pacote de figurinhas. Todo o sentimento, vibração, emoção e euforia que o colecionador sente ao descobrir suas novas figurinhas podem ser comparados às sensações que o torcedor tem durante um jogo de seu time. Desenvolver um novo conceito gráfico para explorar este momento mágico foi um grande desafio. Foram utilizados todos os elementos importantes do futebol contidos no envelope de cromos e que saltam de repente quando este se abre, usando um moderno efeito de movimento que se aplica perfeitamente ao público alvo, jovem e fã de futebol. Também houve a preocupação em desenvolver um forte estímulo à ação, colocando o próprio álbum e suas figurinhas como protagonistas, despertando o desejo de iniciar imediatamente a coleção.  O plano de mídia compreende veiculação de filme publicitário na TV, em canais abertos e fechados (Globo, SBT, Band, SporTV, Esporte Interativo, Cartoon Network) e spots em rádio, além de material de PDV (cartaz, banner, faixa e stopper) e  publicidade em revistas.