quinta-feira, 5 de julho de 2012

“Fiquei sem equipamento para gravar o Corinthians”, diz jornalista que foi roubado por jogador do Boca

Momento em que o jogador do Boca
pega o equipamento do jornalista
Em meio à cobertura jornalística do jogo dessa quarta-feira, 4, que consagrou o Corinthians como campeão invicto da Libertadores, o apresentador da RIT TV, Rogério Voltan, foi surpreendido pelo atacante do Boca Juniors (ARG), Santiago Silva, que roubou a sua máquina fotográfica. 
Ao Comunique-se, o profissional explicou o que aconteceu e afirmou que, além das imagens apagadas, ele perdeu a oportunidade de gravar a comemoração corintiana. De acordo com o jornalista, o acesso ao campo era restrito e existia um muro entre os jornalistas e o local por onde os jogadores passavam até chegar ao vestiário. Foi assim que, enquanto Voltan gravava as imagens com o braço do outro lado da divisória, Silva conseguiu pegar o equipamento. Entre o acontecimento e o retorno da câmera, que só foi possível depois da interferência do delegado que estava no estádio, passaram 50 minutos. 
Voltan comenta que foi ajudado pelo cinegrafista do portal Terra e que, durante este tempo, perdeu a chance de gravar as imagens dos jogadores do Corinthians. "Depois o assessor do Boca devolveu a máquina e se desculpou. Disse que Silva estava de cabeça quente". Outra situação negativa é que nem todos os jornalistas ficaram no campo. Assim, um espaço foi reservado para os profissionais no ginásio. "Eram muitos repórteres e o problema é que onde estávamos tinham muitos jogadores, não foi possível separar", contou. O resultado da cobertura, entretanto, foi positivo segundo Voltan. Ele diz que, apesar de perder as imagens, conseguiu fazer a matéria.
Foto: reprodução Portal Terra