quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Entrevista: João Guilherme

João Guilherme estreia dia 1º no Grupo FOX
Quando criança ele se divertia  narrando  partidas de futebol de botão,  narrava partidas em frente a televisão e também   algumas peladas dos colegas na escola.
O tempo foi passando e o sonho de trabalhar no rádio foi realizado em 1988, na ocasião João era plantão esportivo no rádio carioca. No Rio trabalhou em diversas emissoras de rádio, a última foi a Manchete.
Em São Paulo trabalhou na Rádio Gazeta AM (1995/97) onde fez parte da ótima equipe conhecida como:  "A Dona da Bola".
Em 1999 entrou para a equipe de narradores do SporTV, lá narrou de tudo um pouco e ficou conhecido do grande público também por narrar as lutas de MMA.
Prestes a  completar 24 anos de carreira, esse Niteroiense de 40 anos aceitou um novo desafio na carreira, o de ser um dos principais narradores do canal Fox Sports Brasil.
A estreia oficial do narrador que deixou o Sportv após 15 anos está marcada para o dia primeiro de fevereiro, onde vai transmitir nos canal FX e Speed o jogo entre Flamengo e Real Potosi pela Libertadore da América.
A decisão de sair de um canal bem estruturado e líder no segmento, se deve ao fato de participar de um  projeto sedutor em um dos grupos de comunicações mais forte do mundo. 
A Fox Broadcasting Companhy, do multibilionário Rupert Murdoch, pretende investir mais de   US$ 200 milhões no canal Fox Sports Brasil e  promete brigar de igual com A TV Globo (GloboSat/Net/SporTv).  A estreia oficial do canal que ainda não divulgou em quais operadores  será transmitido acontece no próximo dia 5 de fevereiro.
João Guilherme, ou simplesmente  Jhonny como é conhecido pelos colegas do meio falou  com exclusividade ao BLOG desse novo momento de sua carreira agora no canal FOX SPORTS.

Por que aceitou  sair do Sportv ?
Achei o projeto da FOX muito interessante, o canal Fox Sports é um dos canais mais importantes de esporte no mundo. É líder na América Latina e briga  muito forte pela liderança com a ESPN nos Estados Unidos. Ter a oportunidade de crescer junto com esse projeto que já nasce gigante e vitorioso me atraiu.

Você será o principal narrador da emissora?
Não, isso em nenhum momento foi conversado pela direção ou mencionado por mim. Tanto eu como Marco de Vargas o Hamilton Rodrigues e o  Éder Reis, teremos as mesmas oportunidades e o espaço para mostrar nosso trabalho e nosso espaço, que  será conquistado naturalmente

É claro que você ficou conhecido pela grande público pelas narrações de futebol, mas principalmente pelo MMA (UFC) vai sentir falta de narrar as lutas pelo novo canal?
Quem narra em um canal a cabo tem que estar pronto pra narrar tudo. No SporTv narrei hipismo, tênis, polo aquático, e muitas outras modalidades.
Em relação as lutas, confesso que no começo não gostava de MMA, mas quando comecei a narrar  e principalmente a entender o esporte mudei de ideia e passei a gostar das lutas.
Na coletiva de imprensa a direção da emissora falou do interesse em adquirir muitos eventos esportivos como a F1 e o UFC. Nesse momento os direitos pertence a outra emissora (Globo),  e por enquanto não será possível voltar a narrar MMA.

Você é autor de vários bordões engraçados que caíram no gosto do telespectador, como você funciona isso?
A maioria dos bordões  surgiram naturalmente.  Os mais conhecidos obviamente vieram nas  transmissões de futebol:  "que desagradável!" ou  "inacreditável", foram criados  de forma espontânea.
No caso da narrações de lutas: "desligou o interruptor" ou "fio desencapado" acabei ouvindo  de uma outra pessoa em circunstâncias diferentes, aptei e deu certo.  


O canal Fox Sports chega firme para brigar no mercado?
Acho que o canal vai ganhar o espaço dele que já nasce gigante. A marca Fox é muito forte e chega com a principal competição do semestre (Libertadores da América). A tendência é que ele cresça ainda mais e passe a ocupar seu espaço, não diria concorrência.

Em quase 25 anos de carreira, qual é o seu maior sonho profissional?
Sem dúvida alguma é o de transmitir a final de uma Copa do Mundo de futebol,  dê preferencia com a seleção brasileira em campo.
Foto: Divulgação