“Garotinho” José Carlos Araújo promete agitar o mercado de jornalistas

Com  Anderson Scardoelli _ Portal Comunique-se

 José Carlos Araújo quer formar jornalistas esportivos 
Depois de se despedir da Rádio Globo com 42 anos na empresa, contando duas passagens, o locutor esportivo José Carlos Araújo, 72, informa que vai movimentar o mercado de trabalho de jornalistas no Rio de Janeiro. Contratado pela Bradesco Esportes FM, para comandar a equipe e ser o principal narrador da emissora no Rio de Janeiro, ele conta que ainda está à procura de profissionais e estudantes de comunicação para integrarem o quadro de colaboradores do veículo de comunicação. 
Garotinho, como o narrador também é conhecido, revela que tem preferência em dar oportunidades aos estudantes de jornalismo. 
Ele diz que atualmente o jornalismo esportivo no rádio está igual em todos os lugares do País e que montar um grupo com jovens profissionais vai inovar a forma de trabalho, além de deixá-lo fazer o que ama: ser professor. José Carlos explica que, depois de lecionar geografia por mais de 30 anos, ensinar os garotos a trabalharem com rádio será prazeroso. 
 O locutor tem o objetivo de funcionar como uma grande escola. “Quero renovar os valores do rádio esportivo, que não estavam sendo renovados. Talvez arte por culpa das empresas de radiodifusão”, argumenta, ao comentar que os veículos investiram pouco em inovação nos últimos anos. “A gente vai dar oportunidade. 
Antes de entrar no ar, estamos fazendo testes e aprovando alguns”, afirma, ao ressaltar que há vagas em aberto. Ele tem estreia marcada, na nova emissora, para a próxima quarta-feira, 23, quando narrará Fluminense X Boca Juniors, partida válida pelo jogo de volta das quartas de final da Taça Libertadores da América. O confronto vai marcar, também, o começo das jornadas esportivas da Bradesco Esportes FM no Rio de Janeiro. Na cidade maravilhosa e região, a rádio vai operar na frequência de 91.1. 
O jogo com a narração de Garotinho será transmitida simultaneamente pela Bandnews FM local. A respeito de sua saída da Rádio Globo, Araújo diz que saiu sem ter discutido com ninguém. Ele afirma que não houve atrito com nenhum dos diretores da emissora, o que chegou a ser veiculado em blogs e redes sociais. Sobre o fato de ter deixado o veículo sem narrar o segundo tempo da finalíssima do estadual do Rio de Janeiro, o locutor revela que foi o criador da ideia de “passar o microfone” para Luiz Penido durante o intervalo da decisão entre Botafogo e Fluminense. Além do Garotinho, a Rádio Globo perdeu para a Bradesco Esportes FM o comentarista Gerson (o “canhotinha de ouro”), o apresentador Gilson Ricardo, o repórter Jorge Eduardo e o produtor Bruno Cantarelli. Gerson e Gilson trabalham com Araújo no ‘Jogo Aberto - Rio’, programa exibido pela Band. O fato de se tornar “completamente” Grupo Bandeirantes de Comunicação pesou na decisão, revela o narrador.
Foto: Divulgação/Band

Postagens mais visitadas