Grupo Lance e Sociedade Interamericana de Imprensa promovem evento internacional de jornalismo esportivo

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) e o Grupo LANCE!, em parceria com a Associação Nacional de Jornais (ANJ), promoverão nos dias 28 e 29 de junho o 1º Encontro de Jornalismo Esportivo das Américas. O evento acontecerá no hotel Golden Tulip Regente, em Copacabana, Rio de Janeiro, e já tem confirmados como palestrantes os jornalistas, Santi Nolla, diretor do Mundo Deportivo (Espanha), David Sancha, diretor da Cases i Associats.
O encontro, que contará com a presença de diretores e jornalistas do Brasil e do mundo, debaterá temas como o desafio dos megaeventos esportivos para a mídia, como transformar as mídias digitais em aliadas das consideradas tradicionais para a conquista de mais leitores, a potencialização dos conteúdos esportivos além das mídias e a cobertura e o jornalismo investigativo no esporte. As inscrições estão abertas e poderão ser feitas através do site www.lancenet.com.br/seminariosip. O investimento até o dia 30/04 será de R$ 1 mil. Após essa data novos valores serão divulgados e as vagas são limitadas.
Para o presidente do Grupo LANCE!, Walter de Mattos Jr., a escolha do Rio de Janeiro para sediar o evento reforça a importância da cidade no cenário econômico e esportivo em todo o mundo. “É muito oportuno este momento para discutir sobre a importância do papel da mídia sobre o legado dos megaeventos, sobretudo com o Brasil e a cidade do Rio de Janeiro, em particular, se preparando para receber esses eventos, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas”, comenta o executivo. Ao promover este encontro, o grupo reforça sua posição de empresa jornalística preocupada em difundir e discutir o jornalismo esportivo ético e de qualidade.
O gerente do Instituto de Imprensa, vinculado a SIP, Sauro González, acredita que o evento pode vir a se tornar anual. “Esse evento fará com que a imprensa latinoamericana veja a necessidade de promover novos encontros a fim de trocar mais experiências e conhecimentos sobre o jornalismo esportivo feito não somente aqui no continente americano, mas também na Europa”, explica González.

Postagens mais visitadas