Se mexendo!

Haissem Abaki - nome de peso da
Estadão/ESPN
Já escrevermos aqui que foi ótima e mais do que acertada a decisão da direção de jornalismo da Rádio Estadão/ESPN em trazer de volta ao rádio  paulistano o jornalista Haisem Abaki, que apresenta a edição da tarde (13h às 14h) e a edição da noite (18h às 20h) do programa “Estadão no Ar” na emissora que é sintonizada em (AM 700 – FM 92,9).
A chegada de Hainsem minimizou a equivocada saída de Caio Camargo, momentos antes da nova fase da emissora.
Porém, a programação matutina onde a prestação de serviço e agilidade na informação se não é igual a da tarde é pelo menos mais exigida no que diz respeito a um profissional de peso.
A emissora ganhou em qualidade e acredito em quantidade de ouvintes no período da tarde e noite com a chegada do âncora que ficou por mais de onze anos no Grupo Bandeirantes. Será que esse público não gostaria de ouvir Haissem ao lado de Vanessa di Sevo e também de Mia Bruscato?
Há espaço para todos nessa nova fase da emissora que busca captar novos ouvintes, mesclar nomes conhecidos no jornalismo como o próprio Haisen e Vanessa di Sevo,  Elder Ferrari, Alessandro Sabella e Paulo Henrique Souza com profissionais vindos da imprensa escrita até que não é tão ruim, mas colocar nomes de peso como o de Haissem, José Nelo Marques (hoje na Tupi am), Caio Camargo (Rádio SP/RJ), Heródo Barbeiro (TV Record News), Rodrigo Simon (ex-CBN) ou outras opções, poderiam alavancar a audiência.
Propaganda e publicidade para divulgar novos projetos também ajudam - Os jornais "Estadão" e  JT, além do Portal e das tvs Web Estadão e ESPN  são do mesmo grupo ou no caso da ESPN parceira.


Não é segredo pra ninguém que a direção da Rádio Globo de São Paulo sonha e chega até a delirar com a aquisição de um canal em frequência modulada em São Paulo.
Recentemente o acerto com uma emissora popular estava quase fechado, até o que o seu proprietário refugou e frustrou a direção da família Marinho que quer retransmitir a programação da matriz carioca e da filial paulista no FM.
Há algumas semanas a revista "Isto É" trouxe a seguinte matéria falando do declínio da igreja da bispa Sônia/ Renascer em, Cristo.
Vejam na íntegra clicando aqui
A emissora de tv demitiu todos os profissionais da madrugada, e há quem diga que se a situação não melhorar, infelizmente muitas pessoas do grupo, que detém emissoras em frequencia modulada, devem seguir o mesmo caminho.
Entendenderam a ligação entre o poder e o querer?

Postagens mais visitadas