Abert defende uso de faixa de VHF para digitalização do rádio AM

A Câmara de Rádio da Abert e presidentes de entidades estaduais de rádio e de televisão decidiram apoiar a destinação da faixa de VHF, compreendida entre 76 MHz e 88 MHz, para permitir a digitalização do rádio AM no país. A decisão foi tomada em reunião nesta quarta-feira (29), em Brasília.
A proposta é que esta faixa de freqüência, hoje ocupada pelos canais 5 e 6 de televisão, sirva às rádios AM para que operem na extensão da faixa de FM. Esses canais deverão estar disponíveis em 2016, com a conclusão do processo de digitalização da TV.
Estudo da Anatel mostra que a proposta de migração é tecnicamente viável.
Na prática, cada emissora de rádio AM receberá um canal na nova faixa de FM, que seria estendida para abrigar todos os canais AM. De acordo com o presidente da Abert, Emanuel Carneiro, este é o melhor caminho para o rádio brasileiro. “A redistribuição das emissoras AM na nova faixa garantirá a melhoria da qualidade necessária a este segmento e facilitará a transição para o padrão digital”.
Segundo o presidente, no futuro, o Ministério das Comunicações deverá definir os critérios de digitalização do rádio para permitir a migração das emissoras, conforme características econômicas e técnicas.
Fonte: Abert

Postagens mais visitadas