quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Novidades Dial e TV

Conforme a informação do ótimo Radiamantes, o futebol na Bandnews FM começa em Abril e apenas Odinei Edson é nome confirmado na equipe. O Blog apurou que os repórteres do jornalismo Arthur Covre e Bárbara Tenile (que já fez futebol) estão bem contados como repórteres esportivos.

Um problema para mudar de nome imediatamente está empacando a nova grade da (por enquanto) Rádio Eldorado/ESPN. O nome da "nova rádio" deve ser mesmo Estadão/ESPN, mas a autorização para mudar o nome deve sair entre março e abril de 2011.

O tradicional Jornal de Esportes da Jovem Pan, passará das 11:30 para às 12 horas em 2011, indo portanto até às 13 horas. Depois segue normalmente o Esporte em Discussão.

Com essa mudança a emissora que iria antecepiar seu programa de esportes para as 11:30 pode repensar a ideia.

O RIT Esportes que passa na Nossa TV, deve ir para outras operadoras como NET e SKY em 2011. Além de passar também via UHF em São Paulo.
Outra do RIT Esportes, Em janeiro com as férias de Rogério Voltan, o jornalista Weber Lima ex- 105 e Rede Brasil será o apresentador interino no programa.

MARCA.BR e Meia Hora expandem circulação em São Paulo


Os jornais Meia Hora e MARCA.BR expandiram sua circulação ao interior paulista e à cidade de Santos, no litoral de São Paulo.

Desde 08 de novembro, jornal MARCA.BR é vendido em mais 57 regiões como Santos (Litoral), e no interior: Campinas, Sorocaba, Águas de Lindóia, Capivari, Itu, Jundiaí, Indaiatuba, Piracicaba, Rio Claro, entre outras. Já o jornal Meia Hora passou a circular em mais duas cidades: Santos, no litoral e Bauru, no interior de São Paulo.

“Os jornais Meia Hora e MARCA.BR foram lançados recentemente em São Paulo. A expansão da circulação para estas cidades é um passo importante para a consolidação das publicações”, diz Nido Meireles, diretor do Mercado Leitor.


O MARCA.BR é um jornal esportivo, em formato tablóide. Lançado em 2009 no Rio de Janeiro com o nome Campeão, fechou em 2010 parceria com o espanhol Marca, um dos mais reconhecidos veículos esportivos do mundo, e passou a chamar-se Marca.BR. Com novo design, mais infográficos, notícias de equipes e pautas internacionais, é a plataforma de informações esportivas para todos os títulos Ejesa. O jornal leva ao leitor reportagens internacionais exclusivas, entrevistas com

atletas e jogadores, dirigentes de clubes entre outros dados de interesse geral.

Em sua versão online, o Marca.BR é o primeiro no Brasil a lançar infográficos animados, além de apresentar vídeos exclusivos dos clubes de todo o mundo.Para a edição paulista, lançada em agosto, foi montada uma estrutura completa com uma equipe de mais de 20 profissionais, lideradas por Alexandre Freeland, diretor de redação, e Paulo Julio Clement, editor.


Lançado em 2005 no Rio de Janeiro, o Meia Hora é um veículo voltado para a classe C. Conhecido por suas capas irreverentes, histórias exclusivas e pelo conteúdo diversificado, o jornal é focado em notícias gerais e seu formato quadróide, facilita a leitura de suas reportagens.

O jornal ganhou sua versão paulistana em junho de 2010. Com foco em notícias do cotidiano paulistano e carioca, o veículo apresenta seções especializadas em temas de maior interesse do público leitor como guia de empregos, transporte público, trânsito, tecnologia, saúde, televisão, variedades, entretenimento e fofoca. O veículo procura aproximar-se de seus leitores com um espaço participativo, no qual publica cartas e opiniões.

Fonte: Assessoria de Imprensa Ejesa

Folha oferece R$ 320 milhões por UOL

Grupo que edita o jornal Folha de S.Paulo já detém 54,87% do portal e quer adquirir os 28% de participação da Portugal Telecom

O Grupo Folha, que edita o jornal Folha de S.Paulo, ofereceu R$ 320 milhões de reais (140 milhões de euros) pelos 28% de participação da Portugal Telecom (PT) no portal UOL. As informações são do jornal português Diário Económico e não foram confirmadas nem pelo UOL e nem pela PT. O Meio & Mensagem contatou a PT há cerca de um mês sobre a possível negociação e não obteve uma posição oficial da empresa. Ainda assim, a PT havia informado que sua entrada no capital da Oi não estava relacionada à saída concomitante do UOL. A Oi é controladora do portal iG.

O Grupo Folha detém, atualmente, 54,87% do capital do portal UOL e, como parceiro da PT no portal, tem direito de opção de compra pela participação da empresa portuguesa. Ainda conforme o Diário Económico, o objetivo do Grupo Folha é retirar o UOL da bolsa de valores. Tal estratégia estaria relacionada ao fato do Grupo Folha preparar o UOL para fazer do portal um grande player na área de conteúdo e, inclusive, expandi-lo para outros mercados latino-americanos. Mas, além do próprio Grupo Folha, outros players, nacionais e estrangeiros, também teriam interesse em adquirir a participação da PT no UOL. PT e UOL não se pronunciam sobre o assunto.
Há uma semana, o UOL anunciou a aquisição da Diveo Broadband, empresa de datacenter que tem 1,3 mil clientes corporativos, dos quais 40% apenas no datacenter. O valor do negócio não foi revelado. A Diveo tem um datacenter no Brasil com 17 mil metros quadrados e capacidade de armazenamento de 1 mil Terabytes. A Diveo tem sede nos EUA e operação também na Colômbia e investiu no Brasil, este ano, R$ 40 milhões. A aquisição do UOL fortalece o UOL Data Center que, lançado há dois anos, opera na área de hosting (hospedagem) e já fez aquisições como a Plug In, SouthTech, Insite e DH&C. A revista Valor Data publicou que o UOL tinha, em setembro, R$ 490 milhões em caixa no final de setembro, o que pode indicar novas aquisições. No segundo trimestre deste ano, o UOL divulgou balanço com lucro líquido de R$ 31,1 milhões, aumento de 31% em relação ao mesmo período do ano passado. A receita publicitária foi de R$ 140,2 milhões, expansão de 43% sobre o ano passado.
Fonte: Meio & Mensagem