terça-feira, 25 de maio de 2010

Rádio-SP pode sofrer mudanças após Copa do mundo

O mercado do rádio em São Paulo vai ficar agitado após a Copa do Mundo, que está mobilizando vários profissionais aqui no Brasil, e principalmente na África do Sul, onde muitos profissionais já estão por lá, ou embarcam entre 3 e 7 de junho.
Pelas informações que o Blog, acredito que entre o meio de julho e o início de agosto teremos mudanças de alguns profissionais em pelo menos duas emissoras.
Mas a principal delas está prestes a ser tomada pelo grupo Walt Disney que como havíamos informado com exclusividade (veja aqui) ainda não decidiu se vai apostar em um prefixo voltado ao esporte (Rádio ESPN) ou em uma rádio voltada ao público adolescente (Disney FM).
Vários profissionais torcem pela primeira opção.

Palestra com craques

l- Palestra com o craque e comentarista Júnior acontece hoje a partir das 19 horas no Museu do futebol no Pacaembu, o ex jogador da seleção e do Flamengo vai falar do lançamento de seu livro: "Minha paixão pelo futebol".
Mais informações: (11) 3664-3855



ll-Sócrates fala sobre a seleção brasileira nas Copas do Mundo

No próximo sábado (29), o Sistema COC de Ensino promove a Tele Sala® inédita e interativa com Sócrates. Na ocasião, o ex-jogador de futebol falará sobre o tema “A seleção brasileira nas copas do mundo: a responsabilidade e o desafio de ser sempre a favorita”. O evento é gratuito para os estudantes da cidade de São Paulo e será transmitido ao vivo, dos estúdios do COC - Unidade Paraíso, para todas as escolas parceiras do Sistema COC de Ensino. Os interessados poderão se inscrever no site www.cocsaopaulo.com.br.
Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira foi craque da seleção brasileira nas Copas de 1982 e 1986. Com passagens em clubes expressivos do Brasil, como Corinthians, Flamengo e Santos, e pela Fiorentina da Itália, Dr. Sócrates, continua se destacando até hoje como articulista da revista CartaCapital e comentarista esportivo no programa Cartão Verde, da TV Cultura.

Serviço:
Tele Sala® com Sócrates
Dia: 29/5/2010, sábado
Horário: das 9h30 às 11 horas
Local: COC – Unidade Paraíso
Endereço: Rua Vergueiro, 1737
Inscrição: www.cocsaopaulo.com.br foto: Revista Placar

Chefe da delegação na Copa

Coluna de Prima do Diáriol Lance de hoje 25-05

Novas denúncias contra Sanchez

O Conselho de Orientação Fiscal (Cori) e o Conselho Deliberativo vão investigar novas supostas irregularidades em negociações de jogadores no Corinthians.
A denúncia partiu de um sócio do clube, conhecido como Cyborg, que foi opositor ferrenho do então presidente Alberto Dualib, chegando a contestar sua reeleição na Justiça.
Ele foi aliado de Sanchez, mas depois virou opositor. Além das denúncias que já envolviam as vendas de André Santos e Cristian ao Fenerbahçe (TUR), agora os conselheiros analisam a contratação de Souza junto ao Panathinaikos (GRE).
foto: Blog Mídia sem Média

Folha SP entrevista Andres Sanchez

Presidente do Corinthians, embarca nesta semana para a África do Sul, onde chefiará a delegação brasileira na Copa. Enquanto se preparava para a viagem, ele concedeu entrevista a jornalista Mônica Bêrgamo da Folha de SP 24/5:
O presidente do Corinthians clicado por André Schiliró para livro dos cem anos do time

Folha – O senhor assumiu o Corinthians numa crise que agora está superada.
Andres Sanchez – A empresa mais fácil que tem de se trabalhar é time de futebol. Eu não tenho concorrente. Não é que nem Coca e Pepsi, a Nike e a Adidas. Aqui, não. Você já tem o cliente, o torcedor apaixonado pela marca Corinthians. Montamos a rede Poderoso Timão pra dez lojas. E já são 76.

Já ouvi o senhor dizer “é só não roubar muito”.
O termo não é esse, vamos dizer assim, publicamente. Mas é ter um limite na vida.

E o senhor disse também que ninguém é santo.
Ninguém é santo. Mas o [que não é] santo não é só por roubar. É por tratar mal as pessoas, não respeitar o ser humano, o ambiente. Não quero dizer que não sou santo porque posso roubar. Estou dizendo num geral de sociedade como um todo.

Tem muito roubo no futebol?
Já teve muito mais. O futebol era uma caixa preta e hoje ela já não é mais preta, é cinza. Tá branqueando.

Mas ainda não é branca.
O que falta no futebol é mudança de poder. A maioria dos presidentes, até dois anos atrás, estava há 15, 20 anos nos clubes. Eu posso me sujeitar, por ser louco, a ficar três anos. E depois tem que mudar. Se puder sair duas horas antes de acabar o meu mandato [em 2011], eu saio.

Ricardo Teixeira está no comando da CBF há 21 anos.
Mas eu já falei isso pra ele. Ele já está percebendo. A transformação do Brasil, não só no futebol, não aceita mais uma pessoa ficar 20, 40 anos, por melhor que seja o trabalho que esteja fazendo.

E ele está percebendo isso?
Você quer que eu fale que o Ricardo Teixeira tem que sair. Não vou te falar isso. Eu estou dizendo que nas federações, nos clubes, nas confederações, na Fifa, em tudo a renovação é importante.

Mano Menezes fica no time?
Vieram aqui pedir a cabeça dele. E eu falei: “O Mano não sai do Corinthians enquanto eu for presidente”. Só sai se quiser. Ele tá fazendo um belo trabalho. Tem 66% de aproveitamento nos últimos anos. Foi campeão com 55%. Já na Libertadores, temos 73%. E “tamo” fora! Futebol não é ciência exata. Uma bola na trave, um pênalti mal batido, o erro de um juiz -e você perde um jogo.

O senhor já comentou que são muitas as variáveis. Às vezes, o jogador entra em campo e foi traído pela mulher, a sogra ligou…
Se o psicológico dele tá mal, não consegue jogar. E ele tem problema com o filho, com a mulher que tá revoltada, com a ex-mulher, com a amante, com a bebida. Ele tem problema com tudo, como o ser humano tem. E não entra com o pique, aquela consciência diretamente no futebol. Os maiores jogadores estão no Real Madrid. Por que não ganham campeonato? Pô, é problema de relacionamento, é problema técnico, psicológico, físico.

E o Ronaldo está gordo?
Se ele estivesse 100%, bonitão, 70 kg, blá-blá-blá, você acha que ele tava aqui no Corinthians? E no Brasil? Ele tava na Europa! Não dá. Você tem que se contentar com aquilo que pode dar e que pode receber. Eu tô contente com o que ele tá dando e tenho certeza de que ele tá contente com o que o Corinthians dá pra ele. Tem outros jogadores que estão acima do peso aí. Mas ninguém fala.

Quem?
O Adriano -pra não falar do meu time e falar dos outros. Tem jogador que só joga bem com 3 kg acima do peso.

Por quê?
Ninguém explica.

Mas quem é esse jogador?
É do Santos, mas não vou explicar. Quando ele tá magrinho, não consegue jogar.

O senhor me disse que o Ronaldo é um tsunami.
O cara não pode conversar, namorar, nada. Tem dinheiro, status, tem “bêbêbêbêbêbê”, mas não pode por o dedo no nariz que o teu jornal põe lá: “Rico, melhor do mundo, mas põe o dedo no nariz”. E todos nós já pusemos o dedo no nariz.

Na Copa, o senhor vai controlar as baladas dos jogadores?
Se tiver folga e eles forem pra boate, pra discoteca, pro barzinho, pro shopping ou pra igreja, é problema deles.

É melhor balada ou igreja?
De vez em quando, não só os baladeiros exageram, mas também os da igreja. O cara quer rezar de tarde, de manhã, de noite. É difícil.

Na seleção há mais “certinhos”, como Kaká e Lúcio?
Talvez eles não sofram o mesmo assédio dos outros.

O Kaká não sofre?
E qual é o problema de ter mulher? Ainda bem. Já pensou se tivesse homem? Eu prefiro jogador que, se for solteiro, tenha dez mulheres do que um homem.

Mas qual é o problema de ter um homem?
No futebol tem preconceito, principalmente no Brasil.

O Ronaldo sofreu preconceito no episódio dos travestis?
E sofre. É lógico. Se fosse com oito mulheres, pra muitos ele seria herói. Macho. Másculo. Não tem nada a ver. Eu tenho amigo homossexual, gay, trans… como é que fala? Não é travesti, é…

Transexual.
Transexual. E que me respeitam, sem problema.

Tem jogador gay no Brasil?
É lógico que tem.

Famoso?
Ah, não sei. Isso aí você vai sapeando aí. Mas tem. O futebol é reflexo da sociedade.

Faria a mesma lista do Dunga para a Copa?
Não! Ninguém repetiria essa lista. Cada um tem a sua. Mas eu respeito. Ele vinha há três anos e meio montando o time e ganhou tudo. Quem somos nós pra questionar?

O senhor é filiado ao PT. Como foi parar lá?
Minha família é de sindicalistas, meus irmãos, meus tios. A gente tem esse lado. Eu sou socialista na essência.

O Corinthians ainda não ganhou títulos em 2010, em que comemora seu centenário.
Não vai acabar o mundo porque o Corinthians não ganhou um título. Passamos 23 anos sem título e o Corinthians só cresceu! Em que o presidente de um clube tem que pensar? Em aumentar a torcida e em ganhar títulos. Se não der pra fazer as duas coisas, qual ele prefere?

Aumentar a torcida?
[Concorda com a cabeça] E é provado que o Corinthians, quanto mais anos sem títulos, mais torcedor chega.

O projeto é não ter título?
É fazer a torcida crescer e ganhar títulos. Se eu tivesse que escolher um, qual seria? Crescer a torcida. E quanto menos títulos a gente ganha, mais cresce a torcida.

Então o senhor não quer ganhar título.
C…! Vocês estudam e não entendem nada.
(MB e DC)
Tirem suas conclusões
No mesmo dia uma "singela" homenagem da FPF dirigida pelo Sr. Marco Polo Del
Nero
Uma placa em nome do dirigente ficará na sala do Departamento de Registro e Transferência da FPF. A inauguração da placa contou com a presença de membros da diretoria da FPF e do Corinthians. “Esta homenagem é apenas uma pequena mostra de nosso respeito e admiração pelo excelente trabalho realizado por ele em prol do futebol paulista e brasileiro”, destaca Marco Polo Del Nero.
Emocionado com a homenagem, Andrés Sanchez destacou os principais feitos de seu mandato e agradeceu a todos os funcionários da FPF e do clube pelo empenho e dedicação ao Corinthians e ao futebol. “Para mim, o marco mais importante de meu mandato foi o Estatuto do Corinthians, que transformou planos individuais em planos de uma nação.
Tirem sua conclusões
Foto: AI FPF

Transamérica lança novo programa esportivo


Estreou ontem na Rádio Transamérica Pop (FM 100,1 MHz - São Paulo/SP), o programa "Esporte de Primeira". Apresentado por Eder Luiz e com a participação do experiente comentarista Álvaro José, a atração traz notícias, entrevistas e informações sempre atualizadas sobre todas as modalidades esportivas, inclusive o futebol.
O "Esporte de Primeira" vai ao ar de segunda à sexta-feira, das 7 às 8 horas. Os repórteres da Transamérica também estarão no programa, trazendo as novidades dos clubes paulistas e entrevistas com os maiores nomes do esporte nacional.
De acordo com Luiz Guilherme Albuquerque, diretor superintendente da Rede Transamérica de Comunicação, o "Esporte de Primeira" é a nova aposta da emissora para conquistar a audiência tratando de todas as modalidades esportivas. "Além da paixão nacional, o futebol, a Transamérica identificou o crescente interesse do público em outras atividades, como basquete, vôlei, automobilismo, atletismo, golfe, entre outros", afirma.
A programação esportiva da Transamérica Pop tem ainda duas edições diárias do "Papo de Craque", o humorístico "Galera Gol", o "Debate Bola", "Esquenta" e "Transamérica na Copa".
Liderada por Eder Luiz, a equipe conta ainda com os narradores Oswaldo Maciel e Antonio Edson; os apresentadores Márcio Bernardes e Thomaz Rafael; os comentaristas Oscar Roberto Godói, Henrique Guilherme, José Eduardo Savóia, Álvaro José e Neto; além dos repórteres André Galvão, Marco Bello, Roberto Carmona, Leandro Boudakian, Eduardo de Menezes, Ivan Drago e do produtor Ricardo Maida.
Fonte: Rádio Agência