R9, Bem vindo ao Corinthians


Nesta quarta-feira trabalhei na Arena Barueri, no jogo entre Corinthians e Paulista, válido pela 16 ª rodada do campeonato Paulista.
O timão de Mano, já entrava em campo pressionado, pois a Portuguesa jogara mais cedo e acabou vencendo o Mirassol por um a zero fora de casa e assim “roubou” a quarta colocação do time que vinha de derrota para o Prudente.
A bola rolou e o que vi foi um Corinthians apático com pouquíssimas jogadas ofensivas, Ronaldo continua visivelmente gordo, não discuto aqui a parte técnica do fenômeno e sim a parte física.
Ele não conseguiu dominar a bola, em uma jogada lembrou seu suplente Souza ao dar de canela. Parecia aquele Ronaldo da estréia melancólica contra o Itumbiara, ano passado pela Copa do Brasil.
Ao terminar a partida ele foi indiretamente obrigado a parar, pois um batalhão de repórteres fez um bloqueio em sua frente, respondeu umas 10 perguntas e deixou bem claro ao declarar que tem costas largas, e que estava pronto para as críticas.
“Tenho as costas largas, boa para bater. Não batam nos meninos. Eu sou forte, fui criado assim, vou absorver com tranqüilidade.”
Mas não foi isso que vimos em sua saída do estádio, que aconteceu por volta da uma da manhã.
O fenômeno se dirigia ao seu carro devidamente escoltado e ai o “costas largas” não agüentou as críticas de um pequeno grupo de torcedores após xingá-lo na saída do gramado, voltou a questionar a falta de futebol apresentada durante a partida.
Eis que o experiente jogador mostrou o meio do meio ao grupo de torcedores, mas não contava que ato de má educação fosse registrado por fotógrafos, entre eles Paulo Pinto da AE.
Esse pode ser sido apenas um, dos muitos episódios de revolta do ”bando de loucos”, que espera o título da libertadores, mas já começa a perder a cabeça no Paulistinha.
Bem vindo ao Corinthians Ronaldo.

Como manda o bom jornalismo, publico aqui a resposta do Ronaldo via site oficial do Corinthians a respeito do episódio:


“Jamais faria tal gesto para a torcida do Corinthians que me adotou e me apóia desde a minha chegada. Foi dirigido a uma pessoa que me ofendeu moralmente e com questões pessoais no estacionamento do estádio”, explicou o atacante. “Quero aproveitar também para pedir desculpas caso algum corinthiano tenha sentido ofendido e reiterar meu carinho e admiração pela torcida que me tratou tão bem desde a chegada aqui”, concluiu.




Foto: Paulo Pinto - Agência Estado
Montagem: Kibeloco

Arte: Felldesing

Postagens mais visitadas