quarta-feira, 27 de maio de 2009

Reinaldo Moreira apresenta Telejornal

Meu amigo Reinaldo Moreira, mais conhecido como "Conde" está feliz da vida.
Além de narrar jogos para a Expressão FM 106,7 - ele acaba de assinar contrato com a RIT TV- Rede Internacional de Televisão, que está em crescimento acelerado em todo o Brasil.
Reinaldo apresenta diariamente as edições matutinas do Telejornal Toda Hora.
O Toda Hora, informa os últimos acontecimentos sobre os mais variados assuntos, como: segurança pública, economia, política, saúde e esporte.
As informações são sempre passadas com muito dinamismo e espontaneidade, por profissionais que trazem a notícia do local onde ela está acontecendo.
A cada hora cheia, durante todo o dia, você fica bem informado sobre os últimos acontecimentos do Brasil e do mundo.
As fontes usadas no Telejornal Toda Hora são da mais absoluta credibilidade e confiança:- Agência Brasil: informações sobre tudo que acontece em Brasília.
Agência Reuters: informações e imagens sobre todos os fatos do Brasil e do mundo.
O Telejornal Toda Hora vai ao ar de segunda a sábado nos seguintes horários: 08h00, 10h00, 12h00, 16h00, 17h00, 18h00, 19h00, 21h30 e 23h00. Moreira faz as edições das 08, 10 e 12 horas - além dos offs em matérias nas outras edições.
Você pode acompanhar a RIT TV pelo site ou canal 40 UHF SP.
Parabéns Reinaldo Bonner Moreira!
foto: arquivo pessoal

Aventuras de Tiago Toricelli na Bolívia

O jornalista Tiago Toricelli chegou ao cume da montanha Huayna Potosi, de 6.088 metros, as 09:10 do último domingo (17), na Bolívia. A montanha é a mais mortal, a que mais mata os alpinistas no territòrio boliviano. Foram mais de 7 horas de escalada na neve, com sensaçoes térmicas abaixo dos 20 graus negativos.
Tiago chegou na Bolívia no dia 09 para adaptaçao a altitude de 3.600 metros acima do nível do mar.
Depois da preparação intensa iniciou a subida no dia 16 ao acampamento 2, a 5.150 metros, quando partiu na madrugada do dia 17, as 2:00, ao cume da montanha. A escalada exigiu um esforço sobre-humano - ¨Fui muito além do meu limite, minhas pernas já nao respondiam, tinham espamos pelo esforço exigido, fazer qualquer coisa a mais de 5.000 metros exige muito esforço, planeja-se cada movimento, como uma respirada profunda ou um passo que seja.¨ A escalada do Huayna Potosi é exigente, utliza-se técnicas de rapel e escalada técnica em algumas regioes (com piolet na mao e as frentes dos grampoes dos pés). A rota está muito mais exposta do que já esteve, beira precipìcios e contorna os piores pesadelos dos alpinistas de alta montanha, as gretas - ¨Sao fendas enormes cobertas por fina camada de neve, basta pisar nelas para despencar por crateras de 30 metros¨. Para tal feito, Tiago teve uma preparaçao que se iniciou em janeiro, com exercícos físicos (duas caminhadas semanais de 12 km com peso nas costas), fisioterápicos diários e uma nutriçao balanceada desenhada para o desafio. ¨Escalar uma montanha dessas, uma de 6.000 metros exige muito mais que físico, a parte mental manda muito. O desafio que a montanha impoe é tao gigantesco que a falta de um controle mental acaba derrubando. A montanha e sua força assustam.¨ Os últimos metros para se chegar ao cume, sao drásticos, uma fina crista separa o alpinista de uma queda seja de qual lado for, além disso todas as energias até lá já se foram - ¨Os ùltimos passos foram dados pela força de vontade, já nao havia musculatura, ligamentos ou qualquer esforço físico a ser utilizado.
A energia e atençao que eu necessitei naquele trecho principalmente sei que vieram de algo muito maior e de todas as pessoas que estavam torcendo por mim, principalmente minha esposa Marina¨. A volta ao acampamento necessitou um esforço extra - ¨Cheguei ao acampamento ao meio-dia, a volta foi dramática, com enormes dores no joelho com a força que faziam para segurar todo meu corpo na descida, tive dores alucinantes. Tudo isso somava-se a forte dor de cabeça, respiraçao ofegante, pulmao dolorido, lábios queimados de frio, dedos dos pés insensíveis, medo de edema, e um cansaço absurdo. A neve com o sol já tinha mudado de configuraçao, e estava escorregadia, precisei de todo o cuidado possível.¨ Após um descanso de poucos minutos no acampamento 2, Tiago regressou para o refúgio de onde voltou a cidade de La Paz. Lá permanece até o dia 21 quando retorna ao Brasil pela manha.
Os males, montanha acima2 800 metros - Até aí, a maioria das pessoas não tem problemas de altitude. No máximo, pode se sentir cansaço ou dor de cabeça leve.Acima de 2 800 metros - A partir desta altitude é comum acontecer o mal agudo de montanha, que pode atingir qualquer pessoa. É caracterizado por dor de cabeça, fadiga, falta de ar, distúrbios do sono e náusea.3 000 a 5 500 metros - É nesta faixa que ocorre a maioria dos casos de edema pulmonar.
Os sintomas falta de ar, tosse forte, letargia e febre baixa geralmente se desenvolvem depois de 36 a 72 horas na altitude.
Pode acontecer também o edema cerebral.Acima de 5 500 metros - A partir daí, diminui muito a capacidade de aclimatação do organismo. Se uma pessoa permanecer nessa altitude, começa a degradação, ou a perda de aclimatação, devido à pouca quantidade de oxigênio no ar.
Fotos: 1-) Vista do alto do cume 2-) Tiago no cume do Huayna Potosi

Super Rádio Tupi dá mais um passo a frente da Globo


Com estréia da sua AM em FM na frequência de 96,5 MHz, marcada para dia 01 de Junho, a Super Rádio Tupi AM 1280 sai na frente de novo da concorrente no futebol.
Nesta quarta, a partir das 20h, a equipe comandada por Luiz Penido entra em campo para acompanhar direto do Maracanã, Vasco e Corinthians pelas semifinais da Copa do Brasil.
Os profissionais Jorge Nunes, Wagner Menezes, Eugênio Leal, Marco Vasconcelos, Marcus Vinícius, Ricardo Heizer e Vinícius Gama estarão em campo para a chamada "dobradinha legal" - Tupi AM 1280 e Tupi FM 96,5 que tem hoje seu grande aperitivo no dial do Rio de Janeiro.
A Rádio Globo em matéria, anunciou seu futebol junto com a CBN 92,5 MHz a partir do dia 30 de maio como resposta à entrada da Tupi em FM mas parece que a direção dos Diários Associados não está disposta a deixar a bola nos pés adversários.

manchetes

Lance
SP: Chegou a hora (SP e Cruz)
RJ: Tiros e Bomba (Flu)
BH: Brilha agora Tiagol

Folha de S.Paulo
Bolsa tem 2ª maior entrada de investimento do exterior

Diário de São Paulo
Concurso do IBGE abre 3.500 vagas com salário de R$700

Agora S.Paulo
Novo cálculo dará grana extra a segurado que trabalhar mais

O Estado de S.Paulo
Brasil terá banco para exportação

Jornal do Brasil
Reitores e estado insistem nas cotas

O Globo
Queda do dólar ainda não beneficia consumidores

Gazeta Mercantil
País registra o primeiro superávit em 18 meses

Valor Econômico
Projeto ambiental suaviza penas e dá poder a Estados

Correio Braziliense
Congresso afunda na própria lama

Estado de Minas
Os dólares estão voltando

Diário do Nordeste
Toque de recolher é retrocesso, diz juiz da infância

Extra
Trabalhador do comércio ganha 6% de aumento

Correio do Povo
Governo fará censo do servidor público

Zero Hora
Pressionado pela Justiça, Estado promete anunciar em 90 dias construção de presídio