TCU pode tirar patrocínio do Botafogo

O contrato de patrocínio com a Liquigás, que rende R$ 1 milhão mensal aos cofres do Botafogo, pode ser cancelado.
A empresa é subsidiária da Petrobras, que é estatal, e a verba pode ser barrada em função da dívida do clube carioca com a União.
A Liquigás assinou parceria com a Companhia Botafogo, criada na época em que o time era gerido por Bebeto de Freitas.
Entretanto, essa empresa repassa o dinheiro diretamente ao clube, que não poderia recebê-lo.
A acusação foi feita por Alair Filgueiras de Paula, da Secretaria de Controle do Tribunal de Contas da União, ao jornal "Lance!".
Até o momento, nenhuma notificação foi feita ao Botafogo.
No entanto, o caso lembra o que findou um contrato de 25 anos do Flamengo com a Petrobras.
O clube rubro-negro teve dificuldade para receber da empresa que controla a Liquigás porque não tinha sua situação regularizada com a União e não conseguia certidões negativas de débito. Esse impasse acelerou o desgaste entre as duas partes e culminou com o fim do patrocínio da Petrobras. Atualmente, o Flamengo exibe uma campanha da Olympikus, sua fornecedora de material esportivo, no peito e nas costas das camisas.
A marca será substituída pelos postos ALE a partir de outubro, em acordo assinado até o fim do ano.
Fonte: Máquina do Esporte

Postagens mais visitadas